Categorias no image

Publicado em 29/06/2012 | por Mestre

Ancine

Previsão de Edital
O diretor de Recursos Humanos da Agência Nacional de Cinema (Ancine), Renato Cader, informou, que o edital do concurso para 82 vagas de técnico de administração e técnico em regulação e fiscalização da atividade cinematográfica e audiovisual será divulgado em julho. Segundo ele, as inscrições terão início no mesmo mês, com taxa entre R$50 e R$60, e as provas serão aplicadas em setembro. “As convocações serão feitas ainda este ano”, disse. A previsão inicial era de que o edital pudesse ser divulgado ainda em junho, porém, como o contrato com o Cespe/UnB, organizadora do concurso, será assinado nos próximos dias, a divulgação do documento sofrerá um pequeno atraso, mas não ultrapassará a primeira quinzena de julho.
Apesar do aumento de demanda nos escritórios de São Paulo e Brasília, todos os classificados serão lotados na sedes da Ancine, no Rio de Janeiro, que estão localizadas na Av. Graça Aranha, Centro, e na Rua Texeira de Freitas, na Lapa. “Há um grande fluxo de trabalho no Rio de Janeiro”, destacou o diretor de Recursos Humanos. De acordo com Renato Cader, as 82 vagas não serão suficientes para suprir a demanda e ainda substituir os terceirizados. Por isso, o diretor de Recursos Humanos informou que a Ancine tem o intuito de protocolar, junto ao Ministério do Planejamento, um pedido para convocar mais 50% de aprovados no concurso. Caso seja aprovado, mais 41 classificados (totalizando 123 vagas) poderão ser chamados durante o prazo de validade da seleção, que será de dois anos, prorrogável por igual período.
Renato Cader informou que o conteúdo programático está sendo fechado, mas adiantou que um candidato a servidor da Ancine deve ter conhecimento sobre a dinâmica da administração pública e conhecer o mercado audiovisual. O dirigente destacou que o modelo de avaliação adotado em anos anteriores poderá ser revisto. “O Cespe/UnB tem o costume de propor questões  no estilo ‘certo ou errado’, mas não afirmo que o critério de penalidade para as questões erradas será a mesma de concursos passados. É possível que ocorram alterações”, disse Renato Cader, destacando ainda que as avaliações ocorrerão apenas na cidade do Rio de Janeiro.
O fato de ser ano eleitoral não impedirá a Ancine de nomear os classificados ainda este ano. A expectativa é que isso aconteça em novembro, o que dependerá apenas da autorização do Ministério do Planejamento. “Só haverá alguma interferência caso haja intervenção jurídica”, afirma Renato Cader. Os vencimentos iniciais são de R$4.760,18 para técnico administrativo e R$4.984,98 para técnico em regulação. Porém, com R$304 de auxílio-alimentação, as remunerações passam para R$5.064,18 e R$5.288,98, respectivamente. Além disso, os servidores têm direito a R$70 de auxílio-creche (para quem tem filhos) e ressarcimento de plano de saúde, que vai de R$70 a R$80, além de vale transporte. “A Ancine tem, também, políticas de valorização do servidor, visando qualidade de vida e bem estar e ainda apoia e investe na capacitação de seus funcionários, inclusive em pós-graduações”, informou o diretor de Recursos Humanos.
O futuro servidor também tem a possibilidade de crescer dentro da agência. As avaliações profissionais são feitas de seis em seis meses e caso o funcionário tenha bom desempenho, suas remunerações podem chegar a R$5.603,18 e R$5.884,98, já com as gratificações e auxílio-alimentação. A carga horária é de 40 horas semanais e o regime de contratação é o estatutário. Renato Cader define o perfil de servidor procurado pela Ancine. “O candidato que fará este concurso não deve estar interessado apenas em passar em um concurso público. Tem que ter afinidade com o assunto que é tratado pela agência: o audiovisual. O servidor da Ancine tem que ser um servidor público empreendedor, pró-ativo, que queira fazer a diferença, melhorar e agregar valor à instituição. Precisamos de pessoas que cresçam com a gente e que tope enfrentar os nossos desafios”, finalizou. A Agência Nacional do Cinema foi criada em 2001 e é responsável pela regulação, fiscalização e fomento da área audiovisual.

Veja programa do último concurso para técnico administrativo da Ancine

Professores orientam que os candidatos antecipem ao máximo a sua preparação para o concurso. Por conta disso, FOLHA DIRIGIDA publica abaixo o último programa para o cargo de maior destaque atual, que é o de técnico administrativo:

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão textual. 2 Ortografia. 3 Semântica. 4 Morfologia. 5 Sintaxe. 6 Pontuação.
INFORMÁTICA: 1 Sistema Operacional XP. 2 Word 2002. 3 Excel 2002. 4 Conceitos e serviços relacionados à Internet e a correio eletrônico.  5 Internet Explorer e Outlook Express. 6 Noções de hardware e de software. 7 Ferramentas e aplicativos comerciais de navegação, de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa.
RACIOCÍNIO LÓGICO-QUANTITATIVO: 1 Estruturas lógicas. 2 Lógica de argumentação. 3 Diagramas lógicos. 4 Álgebra. 5 Probabilidade. 6 Combinações. 7 Arranjos e permutações.
ATIVIDADES CINEMATOGRÁFICAS E AUDIOVISUAIS: 1 Indústria cinematográfica e audiovisual. 2 MP n.° 2.228/2001.
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: 1 Atos administrativos: conceito, requisitos, atributos, classificação, invalidação. 2 Processo administrativo na Administração Pública Federal – Lei n.º 9.784/99. 3 Noções de SIDOR, SIAPE, SIAFI e SIASG. 4 Noções de processo orçamentário financeiro, processo de compra, gestão de materiais e gestão de recursos humanos. 5 Redação oficial (relatório, ata, atestado, certidão, circular, declaração, memorando, ofício e requerimento). 6 Constituição da República Federativa do Brasil: organização do Estado, direitos e garantias fundamentais. 6.1 Organização dos poderes. 6.2 Serviço Público. 7 Decreto n.º 1.171/94 que institui o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal.  8 Gestão estratégica e planejamento estratégico. 9 Abordagem organizacional de sistemas: organizações vistas como sistemas. 10 Noções de  regulação e agências reguladoras.
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1 Noções de arquivamento e protocolo de documentos. 2 Processos e procedimentos administrativos. 3 Noções de processo orçamentário e financeiro, processo de compra, gestão de materiais e gestão de recursos humanos. 4 Regime de trabalho dos servidores públicos e legislação aplicável – Lei n.º 8.112/90. 5 Licitações (Lei n.º 8.666/93 e alterações). 6 Contratos administrativos, convênios e termos similares.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑