Administrativa no image

Publicado em 09/01/2013 | por Mestre

Banco Central

Sindicalista acredita em autorização até Fevereiro….

O presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), Sérgio Belsito, afirmou que o diretor administrativo do Banco Central (BC), Altamir Lopes, contou ter recebido a garantia de que o concurso solicitado pelo banco será autorizado tão logo sejam resolvidas as pendências relativas ao orçamento. “Acredito que até fevereiro, no mais tardar, a gente tenha essa definição”, disse o sindicalista, referindo-se ao mês em que deve ser votado, no Congresso Nacional, a proposta de orçamento da União para 2013.

O BC solicitou autorização para o preenchimento, via concurso, de 1.850 vagas no biênio 2013-2014, sendo 400 de técnico, de nível médio, 1.330 de analista, de nível superior, e 120 de procurador, cujo requisito é o bacharelado em Direito. Para 2013, a necessidade é de 1.090 novos servidores, dos quais 200 técnicos, 830 analistas e 60 procuradores. Ainda não há informação se a autorização será para um único concurso, para provimento escalonado das vagas ou se será liberada a abertura de um concurso em cada ano.

Belsito disse que o sindicato se reuniu, há cerca de 15 dias, com representantes do Ministério do Planejamento e que, na ocasião, foi informado que a liberação do concurso do BC é uma certeza. “Estamos trabalhando para que o concurso e a admissão dos aprovados aconteçam o mais rápido possível, porque está se configurando a saída de servidores do banco”, disse ele.

O banco tem sofrido com o grande número de aposentadorias e corre o risco de ter o seu quadro reduzido à metade da estrutura máxima prevista em lei, que é de 6.470 servidores. Até o fim de novembro de 2012, tinham sido registradas 321 aposentadorias no ano, média de quase 30 por mês. Atualmente, há cerca de 4.500 mil servidores em atividade no BC.

Caso a autorização seja concedida em fevereiro, como espera o presidente do Sinal, o edital do concurso deverá ser divulgado até maio. Isso porque o chefe adjunto do Departamento de Gestão de Pessoas do banco, Delor Moreira, já afirmou que a intenção é divulgar os editais (um para cada cargo), no máximo, três meses após a liberação, por parte do Planejamento. Ainda segundo Delor, as vagas deverão ser distribuídas por todas as dez capitais onde o BC possui representação. Além do Rio de Janeiro, a autarquia possui unidade em Brasília (sede), São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza e Belém.

Reajustes – Desde o último dia 1º, com a entrada em vigor dos reajustes acordados com o governo federal, a remuneração inicial para o cargo de procurador passou a ser de R$16.092,13, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373, que também sofreu acréscimo. Para técnico e analista, os ganhos mensais são de R$5.290,28 e R$13.333,77 no início da carreira, já com o auxílio, mas já há acordo para reajuste ainda este ano, referente a primeira das três parcelas do aumento de 15,8% (cerca de 5% por ano) oferecido pelo governo.

Fonte: Folha Dirigida


Tags: ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑