Administrativa no image

Publicado em 18/10/2012 | por Mestre

Banco Central

Banco aguarda autorização para 1.850 vagas
É esperada para até o fim deste ano a autorização de concurso do Banco Central (BC) para os cargos de técnico (nível médio), analista (superior) e procurador (bacharelado em Direito). Segundo fonte na direção do banco, já há acordo com o Ministério do Planejamento para que isso ocorra. A intenção do BC é divulgar os editais (um para cada cargo) até março do ano que vem, segundo o chefe adjunto do Departamento de Gestão de Pessoas da autarquia (Depes), Delor Moreira dos Santos.
Foram solicitadas, ao todo, 1.850 vagas para o biênio 2013-2014, com a demanda do banco para o próximo ano sendo de 1.090 novos servidores. Ainda não está definido se será realizado um único concurso, com o preenchimento das vagas sendo escalonado, ou se haverá duas seleções, uma em cada ano. Do total solicitado, 400 vagas são para técnico, 1.330 para analista e 120 para procurador. Para 2013, o banco tem a necessidade 200 novos técnicos, 830 analistas e 60 procuradores. Os números são os mesmos para 2014, com exceção do cargo de analista, para o qual a demanda cai para 500 novos servidores, de acordo com o Depes.
Para técnico, a remuneração inicial é de R$5.221,28, já com o auxílio-alimentação, de R$304. De acordo com Delor Moreira, haverá para o cargo uma oferta “expressiva” de vagas na área de suporte técnico-administrativo, cujo requisito é apenas o ensino médio completo. No caso de analista, que tem inicial de R$13.264,77, a intenção é reduzir o número de áreas oferecidas no concurso. Entretanto, para todas elas são aceitos graduados em qualquer área. Os ganhos iniciais dos procuradores são de R$15.274,60. As contratações são pelo regime estatutário (estabilidade).
As vagas deverão ser distribuídas pelas dez capitais em que o BC está presente – incluindo o Rio de Janeiro (as outras são Brasília, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza e Belém -, que também deverão sediar as provas do concurso. O chefe adjunto do Depes, Delor Moreira, também adiantou que deverão ser mantidos 90% do programa do concurso de 2009, o último realizado para cada um dos cargos.
Fonte: Folha Dirigida

Tags:


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑