Categorias no image

Publicado em 19/02/2013 | por Mestre

Bombeiro – Soldado Combatente

Corporação aguarda sinal verde do governador….

O Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro está aguardando uma autorização formal do governador Sérgio Cabral, para dar início aos preparativos do concurso destinado ao preenchimento de 600 vagas de soldado combatente. O objetivo da corporação é preencher 300 ainda este ano e as outras 300 em 2014. O edital está previsto para ser publicado neste semestre. De acordo com o diretor-geral de Pessoas do CBMERJ, coronel Gilvan de Castro, os interessados em participar da seleção devem tomar como base o padrão a prova e programa do concurso para soldado motorista, que foi realizado no ano passado. No entanto, apenas serão cobradas as disciplinas de Português e Matemática, sendo excluída Legislação de Trânsito.

O cargo de soldado combatente requer o nível médio e carteira nacional de habilitação na categoria “B”. A remuneração inicial é de R$2.526,80. Para concorrer, os futuros candidatos deverão ter menos de 51 anos no ato de posse. O regime de contratação será o estatutário, garantindo a estabilidade empregatícia. Para ajudar na preparação dos candidatos a soldado combatente, o cabo bombeiro militar e professor de Português Cristiano Felicíssimo, diz que entre os tópicos a serem abordados durante a preparação, o especialista orienta estudar pontuação, crase, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, ortografia, semântica, classes de palavras e sintaxe dos termos e das orações, além da interpretação de textos, cobrada em todos concursos. “Deve ser dada atenção especial ao estudo semântico das conjunções”, explicou.
Cristiano Felicíssimo acredita que, por haver apenas duas disciplinas a estudar, o concurso será mais fácil no aspecto de conteúdo, porém isso torna a disputa muito mais acirrada na relação candidato/vaga. O professor também falou sobre a importância dos futuros candidatos se prepararem com antecedência, mesmo sem saber qual é a organizadora. “O primeiro passo é fazer um bom curso preparatório e praticar exercícios, fazendo inclusive provas anteriores dos Bombeiros”, afirmou.
A organizadora do concurso ainda será escolhida, no entanto no concurso para motorista, a Funcefet foi a instituição responsável por aplicar as provas. “Seguindo o modelo da última prova para motorista, a banca cobra questões de síntese, ou seja, a pergunta com duas linhas e a resposta com uma. Diferente de outra bancas que organizam questões de análise, ou seja, a pergunta com três ou quatro linhas e a resposta com duas ou três”, explicou o professor Cristiano Felicíssimo. Ele recomenda três livros do professor Renato Aquino para os candidatos: ‘Português para Concursos’, ‘Interpretação de Textos para Concursos’ e ‘Redação para Concurso’. “Comecem a estudar desde já, pois a concorrência será enorme”, finalizou o professor.  Além das vagas para soldado combatente, o comandante-geral dos Bombeiros, coronel Sérgio Simões, quer aval para abrir concurso para os cargos de guarda-vidas e soldado músico, além de convocar mais aprovados no último concurso para soldado motorista.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑