Categorias no image

Publicado em 30/08/2012 | por Mestre

Bombeiros

Soldado Combatente
Quem quer participar do concurso para 246 vagas de soldado combatente do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) não precisa esperar pela confirmação da organizadora para iniciar os estudos. O diretor geral de Pessoal da corporação, coronel Gilvan de Castro, já afirmou que o programa será exatamente igual ao de soldado motorista, exceto pela disciplina de Legislação de Trânsito. Além disso, o diretor também declarou que o processo seletivo será exatamente igual ao do último concurso para o cargo, ocorrido em 2008. Na ocasião, os candidatos foram submetidos a uma prova objetiva, teste de capacitação física e exames físico, de saúde e documental.
Na prova de múltipla escolha, foram cobradas 40 questões, sendo 20 sobre a disciplina de Língua Portuguesa e 20 sobre Matemática. Para obter aprovação, foi preciso acertar um mínimo de 50% em cada uma das disciplinas. Os classificados seguiram para o teste de aptidão física, que constou de corrida de meio fundo (2.400m), corrida de velocidade (100m), abdominal (30 repetições), barra (três repetições) e natação (50m). Por fim, os aprovados realizaram exames de saúde, social e documental. Posteriormente, os aprovados em todas as etapas foram submetidos a um curso de formação, com duração de seis meses, ministrado pela própria corporação.
O cargo de soldado combatente será aberto a candidatos de ambos os sexos que tenham nível médio e carteira de habilitação na categoria B. Também será necessário ter entre 18 e 51 anos, porém não haverá limitação de altura. A remuneração inicial para os futuros servidores após o curso de formação será de R$2.526,80, já de acordo com a nova tabela salarial dos Bombeiros, que entrará em vigor em fevereiro de 2013. Além das 246 vagas imediatas, haverá também formação de cadastro de reserva, para ser utilizado durante o prazo de validade de dois anos, podendo dobrar. O coronel Gilvan de Casto adiantou que o número de convocados poderá chegar a 400. “Ao longo da validade da seleção, esse número poderá e deverá aumentar, chegando a 300 ou 400 convocados, a depender da nossa necessidade e do nosso orçamento.”
Fonte: Folha Dirigida

Tags: ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑