Categorias no image

Publicado em 04/03/2013 | por Mestre

Correios

Especialista critica postura da estatal e cobra informações….
Embora a Assessoria de Imprensa dos Correios confirme que a previsão de divulgação do edital é até março, a estatal não divulga quaisquer outras informações em relação aos preparativos do concurso, como número de vagas, estados a serem contemplados e organizadora. Diante disso, candidatos estão apreensivos e especialistas criticam a postura da empresa. Para o coordenador pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella, deveria haver uma comunicação melhor da empresa com os candidatos. “São essas pessoas que estarão trabalhando mais tarde nos Correios. Então, a estatal deve respeitar a população e se comunicar com ela”, disse.
Ele destaca que essa falta de informação é ruim, tanto para quem quer participar do concurso quanto para os Correios. “O problema é que as pessoas acabam se desanimando, porque não sabem o quanto devem estudar, para quantas vagas vão concorrer, e desistem. Quem perde é a empresa, que não vai ter um concorrência tão qualificada quanto gostaria”, explicou. Para Paulo Estrella, mesmo que o conteúdo programático seja relativamente pequeno, o candidato já está estudando. “O pessoal já vem se preparando há um tempo. Mas qualquer um precisa de um foco para estudar e, em concurso público, o principal pontapé é saber a organizadora e ver as provas anteriores, para conhecer o estilo das questões”, afirmou.
O especialista lembra que em outro concurso, os Correios divulgaram o edital e somente depois resolveram contratar uma organizadora. No entanto, a seleção foi suspensa, a empresa teve que devolver as taxas de inscrição e, em seguida, houve uma nova publicação do edital, com responsabilidade de uma organizadora. “É um problema que já aconteceu e o meu medo é acontecer de novo”, contou. O que está definido é que haverá vagas para os níveis médio e superior. No médio, as oportunidades serão para carteiro, operador de triagem e transbordo e atendente comercial. A remuneração é de R$1.871,86 ou R$1.765,38, sendo R$1.004,02 de vencimentos iniciais, R$718,74 de vale-alimentação para quem trabalha 27 dias por mês e R$612,26 para 23 dias e R$149,10 de vale cesta-básica.
Já para o superior, embora ainda não haja definição de quais funções serão oferecidas, é provável que sejam as mesmas do último concurso, realizado em 2011, como enfermeiro do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho, médico do trabalho e analista de Correios, entre outras. Nesse caso, a remuneração é de R$4.608,35 ou R$4.501,87, sendo R$3.740,51 de vencimento-base. Os Correios ainda oferecem, a todos os funcionários, benefícios como vale-transporte, plano de saúde, plano medicamento e auxílio-creche, entre outros.
O edital de 2011 serve como base de estudo para quem deseja ingressar no serviço público federal. Na ocasião, todos os candidatos fizeram prova objetiva. Para carteiro e operador, ainda houve avaliação de capacidade física laboral. O concurso será destinado às localidades onde não houver cadastro de reserva disponível do concurso de 2011 e que precisem de novos funcionários. Os Correios ainda não informaram quais estados serão abrangidos e o número de vagas oferecidas.
Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑