Categorias no image

Publicado em 08/05/2013 | por Mestre

Correios

Embora Fentect  cobre celeridade, estatal se silencia….
Embora a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) cobre celeridade no concurso dos Correios, a estatal mantém silêncio sobre o andamento de qualquer preparativo da seleção. “A carência é muito grande então, tem que haver um novo concurso imediatamente”, disse o secretário-geral da federação, José Rodrigues Neto.
Além disso, como ainda não foram informadas quantas vagas e as localidades que serão contempladas, muitos candidatos que desejam participar da seleção não sabem se haverá vagas para o estado onde mora. Portanto, também ficam na dúvida até que ponto podem intensificar seus estudos.
“O problema é que as pessoas acabam se desanimando, porque não sabem o quanto devem estudar, para quantas vagas vão concorrer, e desistem. Quem perde é a empresa, que não vai ter uma concorrência tão qualificada quanto gostaria”, destacou o especialista em concurso Paulo Estrella.
O que se sabe é que a maior parte das oportunidades será para o nível médio (carteiro, operador de triagem e transbordo e atendente comercial). A remuneração é de R$1.871,86 ou R$1.765,38, sendo R$1.004,02 de vencimentos iniciais, R$718,74 de vale-alimentação para quem trabalha 27 dias por mês e R$612,26 para 23 dias, e R$149,10 de vale cesta-básica.
Também deverá haver vagas para o nível superior. É possível que sejam abrangidas as mesmas funções da seleção anterior, realizada em 2011. Na época, as chances foram para enfermeiro do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho, médico do trabalho e analista de Correios, entre outros cargos. A remuneração, nesse caso, é de R$4.608,35 ou R$4.501,87 (dependendo da quantidade de dias de trabalho), sendo R$3.740,51 de salários iniciais, já incluindo auxílios. Os Correios oferecem benefício como vale-transporte, plano de saúde, plano medicamento e auxílio-creche, entre outros.
No concurso de 2011, os candidatos foram avaliados através de uma prova objetiva, com 60 questões, sendo 20 de Língua Portuguesa, 20 de Matemática e 20 de Informática. Os concorrentes a carteiro e operador ainda passaram por uma avaliação de capacidade física laboral. Já os graduados fizeram 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos (distribuídas em Língua Portuguesa, Informática, Inglês e Administração Pública) e 70 de Conhecimentos Específicos.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑