Categorias no image

Publicado em 22/01/2013 | por Mestre

Depen

Aumenta expectativa pela definição da organizadora….

É grande a expectativa dos interessados em participar do concurso para 100 vagas de agente penitenciário federal pela escolha da organizadora da seleção, que também será destinada ao preenchimento de 38 vagas (níveis médio/técnico e superior) na área de assistência penitenciária. Segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), já está sendo realizado o planejamento interno visando à contratação da instituição que conduzirá o concurso. A definição é importante para direcionar os estudos, tendo em vista os diferentes perfis das organizadoras existentes no mercado. O prazo para a publicação do edital vai até o início de maio.

O cargo de agente penitenciário é destinado a quem possui pelo menos o ensino médio completo. No último concurso, de 2008, foi exigida ainda a carteira de habilitação, na categoria B ou superior. O Depen ainda não informou se o requisito extra será mantido na seleção deste ano. A remuneração inicial dos agentes penitenciários federais é de R$4.932,09, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373. Das vagas na área de assistência penitenciária, quatro são para técnico de apoio, de nível médio/técnico, e 34 para especialista, de nível superior. Os cargos proporcionam ganhos iniciais de R$3.369,03 e R$4.796,65, respectivamente, também com o auxílio-alimentação já incluído. Além disso, os três cargos têm contratações pelo regime estatutário, garantindo a estabilidade.

Independentemente da instituição escolhida para organizar o concurso, os candidatos serão submetidos a provas objetiva, de aptidão física e de aptidão psicológica, além de investigação para verificação de antecedentes pessoais e curso de formação. Isso porque as etapas da seleção são definidas em lei e devem ser mantidas em todos os concursos do departamento. Sobre a distribuição das vagas, o Depen já informou que ela só será definida ao término do curso de formação. Há possibilidade de lotação em uma das quatro penitenciárias federais existentes, localizadas em Mossoró (RN), Catanduvas (PR), Porto Velho (RO) e Campo Grande (MS), e na unidade central do departamento, localizada em Brasília. Uma quinta penitenciária será construída, na capital federal, mas é pouco provável que fique pronta a tempo de receber os aprovados na seleção.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑