Categorias no image

Publicado em 01/03/2013 | por Mestre

Depen

Orgão mantém o cronograma….
Apesar de ainda estar em andamento o processo de escolha da organizadora do concurso do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), o órgão manteve a previsão de divulgar em meados de abril o edital de abertura da seleção. As provas do concurso, que serão aplicadas em todas as capitais do país, também permanecem previstas para o mês de junho. A definição da organizadora é esperada para as próximas semanas. Serão oferecidas 138 vagas, sendo 100 somente para o cargo de agente penitenciário federal, que tem ganhos iniciais de R$4.932,09. Além do ensino médio completo, a fução tem como requisito a carteira de habilitação, na categoria B em diante.
As 38 vagas restantes serão para os cargos de técnico de apoio em assistência penitenciária, de nível médio/técnico (quatro vagas; R$3.369,03) e especialista em assistência penitenciária, de nível superior (34; R$4.796,65). Em todos os casos, as contratações serão pelo regime estatutário (estabilidade no cargo) e os servidores farão jus a benefícios como o auxílio-alimentação, de R$304, já incluído nas remunerações informadas.
Segundo o Depen, nem mesmo a republicação, na última quarta-feira, dia 27, da portaria instituindo a comissão responsável pelo concurso irá alterar a programação do departamento. O órgão explicou que a nova publicação foi necessária devido à inclusão de um novo membro e à substituição de outro na comissão, mas que as mudanças não alteram em nada o andamento da organização do concurso, inclusive em relação aos prazos.
Etapas e lotação – O concurso do Depen será composto de provas objetivas, redação (pela primeira vez), prova de aptidão física, prova de aptidão psicológica, investigação para verificação dos antecedentes pessoais e curso de formação. O departamento já informou que, a princípio, será mantido o programa da última seleção, aberta em 2008.
O objetivo do Depen é nomear os aprovados até o início de 2014. A lotação dos novos servidores será definida somente após o término do concurso, com as possibilidades sendo as quatro penitenciárias federais, localizadas em Mossoró (RN), Catanduvas (PR), Porto Velho (RO) e Campo Grande (MS), e a sede do departamento, que fica em Brasília (DF). Em função de decisão judicial, pelo menos duas vagas de especialista, nas especialidades de Clínica Médica e Psiquiatria, deverão ser para a penitenciária de Porto Velho.
Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑