Categorias no image

Publicado em 10/01/2013 | por Mestre

Dicas

Veja dicas de estudo para 7 concursos previstos para 2013…

O ano já começou e quem deseja se candidatar a uma vaga no serviço público não deve esperar até depois do Carnaval. Como sempre, são aguardadas milhares de vagas. Mas, nem sempre a expectativa de edital se concretiza no tempo previsto e, por isso, o candidato precisa estar preparado para saber aproveitar eventuais atrasos a seu favor: aprofundando o estudo.

Veja lista com os principais concursos aguardados para 2013:

1 – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social  (BNDES)
O edital foi publicado e as inscrições vão de 3 a 27 de janeiro, com previsão de prova para o dia 3 de março. As vagas são, inicialmente, para o Rio de Janeiro. O concurso é para cargos administrativos de nível médio e cargos de nível superior com formação específica nas áreas de Administração, Análise de Sistemas – Desenvolvimento, Análise de Sistemas – Suporte, Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social, Contabilidade, Direito, Economia, Engenharia e Psicologia.

Concurso com edital publicado exige uma mudança considerável no ritmo e modelo da preparação. O prazo até a prova é limitado, e as disciplinas e tópicos a serem cobrados estão definidos. Assim, o candidato precisa examinar o conteúdo que será cobrado e as disciplinas que valerão mais pontos. Essas deverão ser priorizadas.

2 – Correios
Foi realizado concurso em 2011, com número recorde de candidatos – mais de 1 milhão. As 9.190 vagas oferecidas foram ultrapassadas (mais de 13 mil contratações) e ainda existe necessidade de mais funcionários. Assim, novo edital está previsto para o 1º trimestre de 2013. A preparação deve ter por base o edital anterior, e quem começar a estudar logo estará na frente da concorrência. Para os cargos de nível médio, que devem ser maioria no próximo edital, as disciplinas cobradas foram: português, matemática e informática.

Quem pretende concorrer a um cargo de carteiro ou operador de triagem e trasbordo precisa iniciar também a preparação física, porque o teste físico elimina o candidato que não for considerado apto, excluindo-o do concurso.

3 – Saúde
Estão autorizadas 2,5 mil vagas de nível médio e superior (conforme portaria nº 292, publicada em 5 de julho de 2012) e o edital deveria sair até os primeiros dias de janeiro de 2012.  O concurso visa à substituição de 2,5 mil terceirizados que atuam na área de saúde indígena. A distribuição de vagas foi alterada posteriormente pela portaria 457, publicada em 26/09/12 e passa a ser: 1.265 vagas de nível médio (1.249 para auxiliar de enfermagem e 16 para técnico de laboratório); para nível superior são 1.235 vagas (30 para administrador, 47 para assistente social, 623 para enfermeiro, 54 para farmacêutico, 210 para médico, 29 para nutricionista, 219 para odontólogo, 22 para psicólogo e 1 para terapeuta ocupacional). O Cespe/Unb será a banca responsável pelo concurso.

O concurso de 2009 foi organizado também pelo Cespe e o edital cobrou as disciplinas de português, informática, legislação do SUS e alguns pontos de direito constitucional e direito administrativo para todos os cargos. Os conhecimentos específicos variaram de acordo com a área de atuação.

4 – Banco Central
Existe pedido de realização de concurso para 1.850 vagas de nível médio e superior, que podem ser escalonadas em mais de 1 concurso. É sabido que existe elevado número de servidores em condições de se aposentar nos próximos anos, o que pode provocar sérias dificuldades para a continuidade dos serviços, caso não sejam substituídos a tempo. A autorização era esperada para 2012, mas não aconteceu. Deve sair a qualquer momento, em razão da urgência.

Todos os aprovados dentro das vagas oferecidas no concurso anterior foram aproveitados e ainda foram convocados mais funcionários. Vale lembrar que o edital do BACEN oferece as vagas divididas por áreas de atuação, sem exigir formação específica. Para cargos de nível médio, além da área administrativa, há também a área de segurança.

Os salários e benefícios são excelentes. Por outro lado, o conteúdo programático a ser cobrado é abrangente. Isso significa que o candidato precisa se preparar com antecedência se deseja ser aprovado. O edital anterior é a melhor fonte de informações e a prova daquele concurso é um bom parâmetro para ter uma noção da amplitude e profundidade com que se devem estudar os assuntos.

5 – Ministério do Trabalho e Emprego
Há dois pedidos de autorização para concurso em análise no Ministério do Planejamento: 629 vagas para auditor fiscal do trabalho e 1.858 vagas para a carreira de apoio. Dessas, 1,6 mil são para técnico administrativo (cargo de nível médio) e o restante para cargos de nível superior (64 para técnico em assuntos educacionais, 60 para administrador, 60 para assistente social, 60 para contador, sete para técnico em comunicação social, três para bibliotecário, três para economista e um para sociólogo).

O concurso anterior para auditor (2010) foi organizado pela Escola de Administração Fazendária – Esaf. Não há exigência de formação específica e o salário é na faixa de R$13 mil. As disciplinas cobradas foram: português, inglês ou espanhol, raciocínio lógico-quantitativo, administração pública, direito constitucional, economia e sociologia do trabalho, direito penal, civil e comercial, do trabalho, segurança e saúde no trabalho, legislação previdenciária, direito administrativo e ética na administração pública. Como se vê, é preciso iniciar o estudo bem antes da publicação do edital para conseguir uma preparação adequada.

Para a área de apoio, o último concurso aconteceu em 2008 e foi organizado pelo Cespe/Unb. O salário para os cargos de apoio de nível superior é de R$3,5 mil (formação específica, de acordo com o cargo) e os de nível médio de R$2,4 mil, aproximadamente. Foram cobradas as seguintes matérias: português, informática, direito constitucional, direito administrativo e relações públicas para todos os cargos de apoio, além das específicas relacionadas a cada área de atuação.

6 – Polícia Federal
O edital publicado em junho de 2012 para 150 vagas de delegado, 100 de perito e 350 de escrivão foi suspenso judicialmente no último dia de inscrições, por não prever vagas para deficientes. Esse impasse deverá ser resolvido a fim de dar seguimento ao concurso. A PF precisa de novos servidores com urgência para atender às demandas por segurança no país, agravadas pela proximidade dos eventos internacionais.

Quem já vinha estudando deve manter o ritmo, porque o concurso vai sair e a quantidade de disciplinas é grande. Além disso, a preparação para a PF tem boa parte em comum com o conteúdo para a polícia rodoviária federal, que também é esperado. Existem ainda outras oportunidades na área de segurança pública, para cargos similares nas polícias civis e militares, apesar de, em geral, os salários serem inferiores.

7 – Polícia Rodoviária Federal
Ainda é aguardada a autorização para realização de novo concurso. A instituição sofre com a carência de servidores, já que o concurso de 2009 teve problemas, foi retomado e está na fase final para que os novos policiais possam entrar em atividade. A solicitação é de 1,5 mil novas vagas, com prioridade para a segurança das fronteiras.

Esse é mais um dos concursos que precisa sair em 2013, sob pena de deixar o país em situação de risco. O edital de 2009 serve como parâmetro para a preparação, mas o candidato pode priorizar as matérias básicas e ficar atento a outras oportunidades na área de segurança. Assim é possível adiantar os estudos e evitar excessiva expectativa em relação ao edital da PRF.

Além dos relacionados acima, muitos outros concursos acontecerão. Banco do Brasil, Petrobras e subsidiárias, tribunais, fiscalização de estados (ICMS-SP tem 885 vagas já autorizadas e ICMS-RJ, 100) e municípios, polícias civis e militares são alguns dos concursos que acontecem todos os anos, por exemplo. Por isso é importante dar a partida no projeto escolhendo a área desejada e começar os estudos pelas matérias básicas, mesmo sem previsão de edital.

Fonte: Lia Salgado, colunista do G1,  fiscal de rendas do município do Rio de Janeiro e consultora em concursos públicos.

Tags: , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑