Dicas no image

Publicado em 13/12/2012 | por Mestre

Dicas – Tablets ajudam

Tablets ajudam a estudar a toda hora  e em qualquer lugar…..“Tempo é dinheiro”. Eis um famoso ditado popular que, como nunca antes na história da humanidade, anda de mãos dadas com a verdade. As 24 horas diárias, que parecem tão escassas, são bens cada vez mais preciosos, marcadas a todo momento pelo tic-tac mudo e estressante de relógios presentes no pulso, em celulares, computadores e painéis dos carros – sem falar naqueles grandões, expostos às intempéries das ruas. Economizar tempo, ou melhor, gastá-lo da melhor forma possível, fazendo-o render ao máximo, é lição primordial para o sucesso de qualquer estudante. E é aí que a tecnologia, em parte vilã de toda essa história, se propõe a salvar os concurseiros.

O mesmo tempo que falta à maioria – sempre conectada, disponível em ambiente online quase full time – foi favorecido pela explosão tecnológica, com seu conjunto de metodologias e a ampliação das diversas ferramentas produzidas e reinventadas para uma melhor adaptação. O benefício da tecnologia torna o trabalho mais fácil e produtivo – e para o candidatos de concursos públicos não foi diferente. Com a reestruturação e a criação de novos produtos, a inovação do momento é o tablet, com seus acessórios ou aplicativos. A atualização de forma e conteúdo chegou, enfim, ao fértil campo dos estudos.

A discussão e interação sobre a utilização de tablets e aplicativos na hora de se preparar para provas de concursos públicos é muito comum em sites e redes sociais. O professor de cursos preparatórios Rogério Neiva, que acredita no uso das novas tecnologias como base de ajuda na aprendizagem do concurseiro. Embora a prática exija alguns cuidados, as vantagens são claras. E não são poucas. “Posso destacar os seguintes benefícios: maior portabilidade do conteúdo, pois dispensa a logística de carregar mais livros; menor custo de aquisição do conteúdo; uso de hiperlinks, que facilitam o acesso a informações relacionadas ao conteúdo principal, o que, na visão do teórico francês Pierre Levy, autor do livro “Tecnologias da Inteligência”, seria uma revolução no processo de transmissão do conhecimento; além da facilitação ao acesso e uso de recursos como cursos online e aplicativos específicos para os estudos.”

Um grande peso na vida do estudante, os livros e apostilas que necessitam ser levadas de um lugar ao outro, seja no ônibus, metrô ou na mochila em uma caminhada para o cursinho, quase sempre cansam, e não raramente causam problemas de coluna. Para Rogério, criador do sistema Tuctor, que permite ao candidato controlar as horas líquidas de estudo e capturar a quantidade do que foi estudado, a praticidade do tablet é um ponto forte. “Sem dúvida, pois ajuda na logística de acesso e transporte do conteúdo a ser estudado. Basta pensar que um Vade Mecum enorme pode ocupar alguns bits de memória, além de livros em formato de e-book, livros-aula, aulas on line e aplicativos de provas online.”

Para cada tipo de uso, um modelo de aparelho
Mas, de acordo com a utilização do tablet e com a necessidade de cada estudante, como escolher o melhor tablet? O que deve ser levado em consideração nessa escolha? De acordo com o blogueiro e empreendedor digital André Darugna, a diversidade de tablets no mercado é vasta. “Existem no mercado algumas boas opções de tablets que rodam alguns tipos de sistemas operacionais, embora inferiores, mas que muitas vezes podem cumprir com a expectativa de um estudante que procura uma ferramenta para leitura, troca de e-mails, vídeos e navegação na internet. O ponto fundamental na escolha é a diversidade de aplicativos, sendo que um tablet sempre vem com as funcionalidades básicas, mas são os aplicativos que o fazem completo, se você optar por um modelo de origem duvidosa não terá a certeza de contar com uma boa loja de aplicativos que poderá potencializar seu investimento.”

O aumento das redes sociais no mundo internético pode ter sido um aliado para a divulgação dos aplicativos para concursos, mas também trouxe um dos grandes vilões de concentração para os candidatos. Os professores alertam: sites de relacionamentos, fóruns ou até mesmos jogos podem ser prejudiciais à saúde acadêmica dos concurseiros.

“Quando uma pessoa tem um sonho deve partir em busca dele. Nos dias atuais estamos sendo constantemente bombardeados por informação e o acesso à ela é cada vez mais fácil. É comum as pessoas se preocuparem com a dispersão na hora dos estudos, mas o concurseiro deve ser responsável o suficiente para se dedicar ao que ele escolheu para si. Não é o tablet o vilão da história, já na época dos computadores de mesa se falava sobre o mesmo assunto, depois os celulares popularizaram as mensagens de texto, seguia-se falando sobre a influência dos eletrônicos na qualidade do aprendizado, logo os notebooks e netbooks começaram a ser levados à escola e universidades, o fato é que cada um escolhe seu destino. Assim, dar-se por vencido e cair na tentação de não estudar é uma escolha. Existem pessoas que conseguem utilizar a tecnologia a seu favor, já outras não são maduras o suficiente para utilizá-la de forma correta”, disse André.

O concurseiro Lhugo Júnior, de 26 anos, formado em Engenharia da Computação e usuário do método de estudo com o tablet, comentou suas experiências e falou sobre a facilidade no estudo depois de integrar todos os seus materiais em um único produto. “Quando iniciei os estudos percebi que ficaria muito trabalhoso e caro ficar imprimindo todas as folhas para o estudo. Também percebi que era inviável ficar carregando muitos livros… Com o tablet poderia ter centenas de livros e somente precisaria carregá-lo. É muito mais confortável ler um livro digital no tablet do que no computador. Poderia resolver questões de concursos online pelo tablet que também é muito mais confortável que o computador. Não precisaria ficar carregando um monte de documentos e livros para onde quer que eu fosse, bastaria levar o tablet.”

Os frutos de um bom estudo sempre são os resultados. Uma boa concentração e um foco maior, além de felicidade e o sucesso em entrar para a carreira pública, é o que mais um concurseiro quer, seja em primeiro lugar ou último da lista final de classificados. “Os resultados que o tablet me trouxe foram vários. Consigo ficar horas estudando quando estou cansado de estudar sentado, posso deitar e estudar com o tablet, resolver questões online. Não precisei gastar dinheiro com impressão de material. Existem muitos sites que fornecem material para concurso no formato PDF, como apostilas e aulas. Eu teria que imprimir muito material se não fosse o tablet. Além disso, com a ajuda do tablet passei em alguns concursos como o do Dataprev-Sul, MPU-RO, Auditor Fiscal-PR e Oficial Complementar da Marinha – em Engenharia da Computação. Um conselho que posso dar para quem pensa em investir num tablet é que ele é realmente uma ferramenta que veio para ajudar. Se o concurseiro souber usá-lo vai agregar muito em seus estudos. Além do que, livros digitais são normalmente mais baratos que livros impressos, cerca de 10% a 30%”, aconselhou André Darugna, 1º lugar em Analista em Redes no Ministério Público Estadual de Rondônia (MPE-RO).

Fonte: Folha Dirigida

Tags:


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑