Segurança Pública sap_sp

Publicado em 27/10/2015 | por Mestre

Governo/SP conta com carência de 275.945 servidores

Necessidade foi apontada em documento divulgado no último dia 30 de abril. Maiores necessidades para as áreas de saúde, educação e segurança

O Governo do Estado de São Paulo conta com uma carência de pessoal de nada menos do que 275.945 servidores, de acordo com levantamento anual divulgado no último dia 30 de abril, tendo como base até 31 de dezembro de 2014. Do total de vagas em aberto, necessitando de contratações, 240.293 são para órgãos relacionados com as três áreas consideradas prioritárias pelo governo: educação, saúde e segurança.

Educação
A maior necessidade mesmo é para a área de educação. Somente a própria Secretaria Estadual de Educação conta com uma necessidade de 114.395 profissionais. Os cargos com mais demanda de pessoal são os de professor de educação básica II (63.860), professor de educação básica I (40.181) e agente de organização escolar, com 7.279, seguido de diretor de escola, com 1.837.

Ainda na área de educação, o Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (Ceeteps), que aguarda autorização do governador Geraldo Alckmin para realizar concurso público, conta com uma defasagem profissional de 12.087 servidores.

Nas universidades públicas, a Universidade de São Paulo (USP) precisa de 12.049 funcionários, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) precisa de 2.243 e a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), 3.756.

Saúde
A segunda maior área com déficit funcional é a da saúde, com necessidade de 62.531 contratações. Destas, 56.136 são somente para a própria Secretaria Estadual de Saúde, que também aguarda autorização governamental para realização de novos certames. As maiores carências são para os cargos de técnico de enfermagem (15.872), auxiliar de saúde (11.282), médico I (8.530) e oficial de saúde, com 4.392.

Entre outros órgãos da área de saúde que necessitam de funcionários com grande necessidade estão a Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), que também já solicitou autorização de concurso ao governo, com 1.135 vagas em aberto, e o Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe), com carência de 794 funcionários.

Junto aos hospitais universitários, o Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (HC/SP), que já com concurso em andamento, necessita de 2.036 contratações, enquanto o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto necessita de 1.890 e o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, 540.

Segurança
Por fim, na área de segurança, o governo do estado fechou o ano com um total de 33.232 vagas em aberto. Destas, 13.216 são somente para a própria Secretaria de Segurança Pública, com ênfase para as carreiras policiais, com necessidade de 7.305 contratações para a Polícia Civil, incluindo agente de telecomunicações (262), agente policial (480), atendente de necrotério (182), auxiliar de necropsia (209), auxiliar de papiloscopoista (147), delegado de polícia (395), desenhista técnico pericial (68), escrivão de polícia (1.930), fotógrafo técnico pericial (245), investigador de polícia (2.437), médico legista (242), papiloscopista policial (88), perito criminal (620). A corporação já encaminhou pedido de autorização de concurso, para suprir 3.176 vagas, e aguarda uma posição governamental.

Ainda na área de segurança, outros órgãos com grande necessidade de pessoal são a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SAP/SP), com 12.370 vagas em aberto, e a Polícia Militar (PM/SP), já com concurso em andamento para 2.000 vagas de soldado, com necessidade de 7.646 servidores.

 

Fonte: Jc Concursos

BANNERBLOG

Tags: ,


Sobre o autor



Comments are closed.

Back to Top ↑