Administrativa af20e6438a91f642943d3b6ec0723aec-2

Publicado em 25/02/2016 | por Mestre

IBGE: Contratações de temporários a partir de julho

Órgão que abrirá mais concursos este ano (serão cinco, contando as seleções para efetivos e temporários), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tem a previsão de contratar, em julho e agosto, os 1.409 temporários da primeira seleção para o Censo Agropecuário, cujas inscrições foram prorrogadas. A informação é do coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, que, em entrevista por e-mail, também deu detalhes sobre os demais quatro concursos da fundação.

Segundo Malheiros, a estrutura das provas de temporários que estão por vir serão semelhantes às propostas aos candidatos do concurso para 1.409 vagas. O coordenador de RH também confirmou o cronograma das avaliações: os exames do segundo edital para o Censo ocorrerão ainda este ano, e os de recenseador, no início de 2017. Sobre a seleção de efetivos, Bruno Malheiros garantiu o pedido do adicional de 50% das vagas, o que possibilitará até 900 contratações, e o desejo do IBGE de convocar os aprovados imediatamente.

O IBGE tem uma previsão de quando publicará os dois próximos editais, com 80.614 vagas para o Censo Agropecuário? Eles, de fato, sairão até 14 de junho (seis meses após a autorização das vagas)?
Bruno Malheiros – Os próximos processos seletivos para o Censo estão em fase de planejamento, e a empresa organizadora deve ser selecionada nos próximos meses.

Há a definição dos salários que serão oferecidos? No caso do recenseador, ele varia de acordo com o número de pessoas e domicílios recenseados. No entanto, no último concurso, o IBGE esclareceu que os ganhos costumam ser iguais ou superiores aos dos agentes censitários (de R$1.560 a R$3 mil). Isso se mantém?
A definição dos salários está sendo realizada. Essa divulgação só é feita na publicação dos editais. Ainda não temos previsão desses valores.

E a organizadora? Quando pretendem anunciá-la?
A organizadora é selecionada por meio de processo licitatório. Os projetos básicos ainda não foram enviados para a área de compras e contratos do IBGE. Somente após o início dessa etapa é que poderemos informar o cronograma de contratação.

O IBGE já sabe como avaliará os candidatos? Será somente por meio de prova objetiva? Sabe as disciplinas que serão cobradas? Os candidatos podem guiar-se pelo último concurso de temporários?
Essa definição está em fase de desenvolvimento, mas o mais provável é que as provas sejam no mesmo modelo do edital que já está publicado.

A fundação informou que pretende aplicar as provas do segundo edital até o fim deste ano, e a do recenseador, no início de 2017. Isso está mantido?
Sim, o planejamento atual é esse.

Quando os selecionados do edital já publicado serão convocados, tendo em vista que o resultado final do concurso sairá em 14 de julho? E os classificados do segundo e terceiro editais, serão chamados quando?
A ideia é convocá-los na segunda quinzena de julho e na primeira quinzena de agosto.

O edital com vagas para pesquisas econômicas e sociodemográficas sairá mesmo até 6 de julho? Pretendem divulgá-lo quando?
Ainda não temos a data de divulgação dos próximos editais.

E a organizadora? Quando pretendem divulgá-la?
A definição da organizadora dos processos seletivos é realizada pela área de compras e contratos. Como o projeto básico para os próximos processos seletivos ainda não está aprovado pelo IBGE, a data ainda não está definida. Certamente será nos próximos meses.

O IBGE já sabe também como avaliará esses candidatos? Será somente prova objetiva? Sabem quais disciplinas serão cobradas? Quando deverão ocorrer as provas?
Esta definição está em fase de desenvolvimento, mas o mais provável é que as provas sejam no mesmo modelo do edital que já está publicado.

Quando pretendem chamar esses selecionados? As pesquisas estão previstas para quando?
A convocação para as vagas temporárias começa a ser feita logo após a publicação dos resultados do processo seletivo e é realizada de acordo com as necessidades das pesquisas.

Chamadas de efetivos podem chegar a 900

O coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, também falou sobre o concurso para 600 vagas efetivas, que tem parcial de 500 mil inscritos, sendo 470 mil para técnico, de nível médio.

Qual é a importância desse concurso para 600 vagas do IBGE?
De 2002 a 2014, para cada dois servidores que entraram no IBGE, três saíram. O IBGE vem buscando repor seu quadro de servidores, frente ao grande número de aposentadorias. A entrada desses novos servidores será fundamental para garantir a continuidade dos trabalhos realizados pela instituição.

A fundação pretende convocar os aprovados quando, tendo em vista que o resultado final será publicado no dia 30 de maio?
O objetivo do IBGE é nomear os servidores o mais rápido possível. Entretanto, após a homologação do resultado do concurso, é necessário aguardar a autorização para nomeação por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

A pretensão do IBGE é chamar os excedentes, assim como aconteceu no último concurso, em 2013? Será solicitado o adicional de 50% das vagas ao Ministério do Planejamento? Acredita no aval, apesar do atual cenário econômico do país?
O IBGE irá solicitar ao Ministério do Planejamento autorização para convocar os 50%. Entretanto, ainda não sabemos se haverá tal autorização e, se houver, quando esta será aprovada.

Hoje, segundo informações do próprio IBGE, há 5.644 servidores ativos. Desses, 2.088 já possuem condições de se aposentar (339 servidores se aposentarão em 2016 e 1.440 de 2016 a 2020). Qual é a atual carência de servidores? Ela será suprida por meio desse concurso?
O IBGE não possui quadro de servidores previsto em lei. A carência de servidores é informada por cada uma das unidades, frente às suas necessidades de trabalho.

Após a posse, esses servidores passarão por um curso de formação?
A instituição oferece diversos cursos e programas de formação para todos os servidores de forma contínua. Esses (novos) servidores serão incluídos nos programas de treinamento do IBGE.

A instituição faz constantes promoções? Como funciona o plano de cargos e salários? Em quanto tempo esses servidores alcançam o ápice da carreira?
A mudança de nível na carreira do IBGE, estabelecida pela Lei 11.355/2006, acontece por tempo de serviço e por desempenho, esse último medido por avaliação de desempenho.

O IBGE arca com os custos de cursos aos servidores, visando à sua qualificação profissional?
Existe a possibilidade de o IBGE custear cursos para os servidores, desde que sejam diretamente ligados às atividades que serão executadas e seja aprovado pela chefia do servidor.

O que o IBGE espera desses novos servidores?
Esperamos que os servidores ingressem no órgão com o objetivo de construir uma carreira. Para isso, conforme mencionado, há programas de treinamento, custeamento de cursos, possibilidade de afastamentos para cursar mestrado e/ou doutorado (para servidores que ocupam cargo de nível superior), entre outros programas de desenvolvimento de pessoas.

O IBGE já possui uma parcial de inscritos?
O número de inscritos ainda é parcial, visto que estão sendo avaliados aqueles que solicitaram isenção. Já temos mais de 30 mil inscritos para as vagas de nível superior e mais de 470 mil para as de nível médio.

O IBGE tem previsão de realizar novos concursos? Já há um novo pedido de vagas no Ministério do Planejamento? Para quantas vagas e em quais cargos?
Ainda não foi feito novo pedido de concurso, visto que durante a vigência destes concursos, que será de um ano, não há possibilidade de realização de outros.

Que mensagem deixa a todos os interessados em ingressar no IBGE?
O IBGE é uma instituição reconhecida nacional e internacionalmente, pela qualidade de seus trabalhos. A entrada de novos profissionais, efetivos ou temporários, é fundamental para dar andamento às pesquisas produzidas pela instituição. O IBGE conta com estes profissionais para garantir à sociedade brasileira informações estatísticas e geocientíficas da mais alta qualidade.

BANNERBLOG


Sobre o autor



One Response to IBGE: Contratações de temporários a partir de julho

  1. salvador gomes filho says:

    boa tarde estou no ultimo modulo do curso técnico em administração, posso fazer este concurso?

Back to Top ↑