Administrativa no image

Publicado em 18/03/2013 | por Mestre

MPU

Ministério já vai definir a oferta de vagas….
A Diretoria de Comunicação do Ministério Público da União (MPU) informou que os procuradores-chefes de cada um dos ramos da instituição – Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Militar (MPM), Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e Ministério Público do Trabalho (MPT) – já tiveram uma reunião inicial para discutir detalhes do concurso, entre eles a oferta de vagas para técnico (nível médio ou médio/técnico) e analista (superior).  Agora, a expectativa é que haja outro encontro ainda esta semana, desta vez definitivo, no que tange à definição do quantitativo de vagas. Na ocasião, cada procurador-chefe apontará as suas necessidades por especialidade e unidades regionais.
Assim como ocorrer tradicionalmente nos concurso do MPU, a seleção deverá oferecer, além de vagas imediatas, formação de cadastro de reserva, para ser utilizado durante o prazo de validade, que deverá ser de um ano, prorrogável por igual período. De acordo com a Secretaria de Gestão de Pessoas do MPU (SGP/MPU), a seleção atenderá a todos os estados brasileiros. Já a comissão do concurso continua trabalhando para definir até o próximo dia 28 a organizadora da seleção, que ficará responsável por definir o cronograma do concurso e aplicar as provas. A expectativa é de que o edital seja publicado até o final de abril.
Atualmente, as remunerações iniciais para os servidores são de R$5.345,03 (técnico) e R$8.276,42 (analista), incluindo o auxílio-alimentação, de R$710, entre outros benefícios. A contratação ocorrerá pelo regime estatutário, ou seja, com garantia de estabilidade. As provas devem ser marcadas em até 90 dias após a divulgação do edital, ou seja, final de julho. Diferente do informado anteriormente, a lotação dos aprovados dependerá também da necessidade de cada ramo do MPU, e não apenas da classificação geral, conforme dito pela Assessoria de Imprensa do órgão.
Em 2010, ano da última seleção, houve vagas para as áreas Administrativa, Controle Interno, Orçamento, Edificação, Segurança, Transporte, Informática, Técnico Odontológico e Enfermagem, no caso de técnico. Já para analista, as oportunidades foram para os setores Administrativo, de Antropologia, Arquitetura, Comunicação Social, Engenharia, Informática, entre outros. A avaliação objetiva, comum a todos os cargos, teve 150 questões, sendo 60 de Conhecimentos Básicos (Legislação Aplicada ao MPU, Português, Noções de Direito Administrativo, Constitucional e de Informática) e 90 de Conhecimentos Específicos. A redação, substituída por testes físico e prático para os postulantes a técnico de Segurança e de Transporte, teve 30 linhas, sendo que, aos candidatos a técnicos das demais áreas, versou sobre Atualidades, e aos aspirantes a analistas, sobre um tema condizente a atuação.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑