Administrativa no image

Publicado em 11/06/2013 | por Mestre

MPU

Novo concurso para técnico e analista já tem comissão formada…
Ótima notícia para quem aguarda a abertura do novo concurso para técnico e analista do Ministério Público da União (MPU): já foi formada a comissão que cuidará da preparação da seleção, conforme publicação feita na seção 2 do Diário Oficial da União desta segunda, dia 10 de junho. A constituição dessa comissão, ao lado da conclusão do concurso de remoção de funcionários do órgão, é considerada um passo fundamental para o início efetivo da elaboração do edital. Este processo interno – em andamento e com previsão de término na próxima terça, dia 18 – proporciona aos servidores ativos a oportunidade de transferir sua lotação, abrindo vacâncias e determinando o déficit existente em cada carreira – no caso, técnicos (nível médio e médio/técnico) e analistas (superior, diversas áreas), com remunerações atuais de R$5.285,16 e R$8.216,55, respectivamente.
Concluído o processo de remoção, o Ministério estará apto a definir o quantitativo de vagas a serem ofertadas, bem como as regiões que serão contempladas. O concurso está confirmado para o segundo semestre deste ano. No entanto, em função da histórica escassez de profissionais com que o MPU e seus quatro ramos – Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) – convivem, é possível que o concurso tenha formato nacional. De acordo com a Portaria nº 302 do MPU,  a seleção deve contemplar mais de 40 áreas.
Também há expectativa acerca da organização do concurso. Como nas duas últimas seleções, realizadas em 2010 e 2013 (esta em andamento, apenas para técnico administrativo e analista processual), o Cespe/UnB foi o escolhido, especialistas apostam que o MPU não fará mudanças nesta questão. O concurso de 2010, que contemplou basicamente as mesmas especialidades esperadas no próximo, teve prova objetiva e redação – sendo que esta última somente não foi aplicada aos candidatos aos cargos de técnico de apoio especializado em segurança e em transporte.
O exame objetivo foi composto por 150 itens, com respostas que seguiram os comandos “certo” e “errado”. Os candidatos submeteram-se a perguntas de 60 de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Noções de Informática, de Direito Administrativo, de Direito Constitucional e Legislação Aplicada ao MPU, dependendo do cargo/área) e 90 de Específicos. Na ocasião, o MPU convocou um número de aprovados bem superior ao determinado no edital, haja vista que, das 120 vagas abertas, mais cadastro de reserva – desconsiderando técnico administrativo e analista processual, cargos que não serão ofertados agora -, houve 1.270 nomeações. Os servidores do MPU são contratados no regime estatutário, ou seja, com garantia de estabilidade.
Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑