Categorias no image

Publicado em 01/02/2013 | por Mestre

Oficial de cartório – Polícia Civil RJ

Oficial de cartório:750 vagas. R$2.431,00….
Um dos concursos mais aguardados para a área de segurança pública é o de oficial de cartório da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, com oferta de 750 vagas. A seleção, já confirmada pela chefe de Polícia, Martha Rocha, é uma ótima oportunidade para quem tem nível superior (em qualquer área), além de carteira de motorista “B”, e que sonha em conquistar um emprego com estabilidade. Os vencimentos iniciais atuais são de R$2.431,91, porém há aumento programados no valor até dezembro de 2014.
A convocação dos aprovados ocorrerá de forma escalonada: primeiro haverá 350 contratações e, em seguida, as 400 restantes. A abertura do concurso ocorrerá logo após a seleção para perito criminal, cujos preparativos já estão em andamento. A expectativa é de que a organizadora da seleção de perito seja mantida para a de oficial de cartório. A última seleção, realizada em 2008, serve como base de estudo para quem deseja entrar na corporação este ano. Na ocasião, os participantes foram submetidos a uma prova objetiva, composta por questões das disciplinas de Língua Portuguesa, Conhecimentos de Direito e Conhecimentos Básicos de Microinformática.
Além disso, a avaliação dos candidatos ainda foi feita através de outras quatro etapas: teste de capacidade física, exame psicotécnico, exame médico e, por fim, curso de formação. O professor de Direito Penal Marco Jones acredita que esta seleção será bastante concorrida. “Os concurseiros da área de segurança estão esperando por esse concurso há muitos anos. Será muito procurado, inclusive por quem já está na Polícia Militar (PM) ou na Secretaria de Administração Penitenciária (Seap)”, disse.
Segundo ele, enquanto ainda não há previsão exata de divulgação de edital e da organizadora, o melhor a se fazer é começar a se preparar o mais rápido possível. “Sugiro que se comece a fazer um levantamento das disciplinas, separar o material e utilizar como fonte inicial o último conteúdo programático”, aconselhou. De acordo com o professor, em Direito Penal, o ideal é estudar todos os itens do edital, incluindo a parte especial, a de crimes, e a geral. “Normalmente cai tudo. E um ponto pouco estudado é em relação às leis especiais (tráfico, crimes hediondos), mas sempre cai. Também é preciso estudar a parte geral, como conceito de crime”, explicou. Marco Jones também destaca que, na disciplina de Direito Processual Penal, outros pontos sempre são inquérito policial, provas e ação penal.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑