Notícias no image

Publicado em 25/01/2012 | por Mestre dos Concursos

PF : Divulgados os calendários dos concursos de 2012

Avançam os preparativos para os aguardados concursos da Polícia Federal. O próprio órgão divulgou, em sua página oficial na internet, o calendário dos concursos previstos para este ano. No caso das seleções para agente (500 vagas) e papiloscopista (100) foi confirmada a informação, já divulgada pela FOLHA DIRIGIDA, de que os editais serão liberados em fevereiro próximo. A novidade, neste caso, fica por conta das próximas datas do processo seletivo.

Em ambos os cargos, a previsão é de que os cursos de formação tenham início em julho ou agosto deste ano, com a nomeação dos aprovados já em dezembro ou janeiro de 2013. A divulgação desse cronograma reforça a tese de que o órgão tem pressa na realização dos concursos, e quer dar celeridade às contratações.

O mesmo documento divulgado pela PF em seu site trata dos concursos para delegado (150 vagas), perito (100) e escrivão (350), que também estavam pautados e, agora, também já tiveram seus calendários confirmados. Nestes três casos, a previsão é de que os editais de abertura sejam liberados em março ou abril deste ano, com início do curso de formação em janeiro de 2013 e nomeação dos aprovados em junho ou julho – também do próximo ano.

Organizadora e cargos - Com a divulgação dos cronogramas, aumenta a certeza de que falta muito pouco para a abertura dos concursos da PF. Os cargos de agente (500 vagas) e papiloscopista (100) têm remuneração inicial de R$7.818, já incluindo o auxílio-alimentação de R$304. A oportunidade será aberta àqueles que possuem o ensino superior completo em qualquer área, além da carteira de habilitação, na categoria “B” ou superior.

Atualmente, a PF segue trabalhando na definição da organizadora do concurso. De acordo com a comissão do concurso, toda a documentação referente ao processo foi encaminhada para a aprovação da direção do departamento, no último dia 13. Não foi informado quando a contratação será concluída, mas a expectativa é que isso possa acontecer nos próximos dias, tendo em vista a previsão de divulgação dos editais.

Caso a previsão se confirme, as provas do concurso deverão ser aplicadas a partir de abril, em função da necessidade de obedecer ao prazo de 60 dias a contar da publicação do edital, previsto no Decreto nº 6.944/09, que normatiza os concursos públicos federais.
Sendo mantida a estrutura do último concurso do departamento (aberto em 2009, para agente e escrivão), os candidatos serão submetidos a provas objetivas e discursiva (com as disciplinas variando conforme o cargo), avaliação psicológica, exame médico, exame de aptidão física e curso de formação, além de investigação social.

Para o cargo de escrivão (350 vagas), o requisito e a remuneração são idênticos aos de agente e papiloscopista. Já para delegado (150), é necessário possuir o bacharelado em Direito, enquanto que para perito (100), será exigida formação superior em áreas específicas (há várias). A carteira de habilitação também é exigida para os dois cargos, cuja remuneração inicial é de R$13.672 (com o auxílio).

Expectativa por concurso para apoio

Além dos concursos já autorizados para a área policial, a PF vive a expectativa de poder realizar ainda este ano um concurso para a área de apoio do departamento. Já há pedido em análise no Ministério do Planejamento solicitando 328 vagas para agente administrativo, cargo de nível médio, com remuneração inicial de R$3.203,97, incluindo o auxílio-alimentação de R$304.

Segundo noticiou recentemente o Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (SinpecPF), o diretor de Gestão de Pessoal do departamento, Maurício Leite Valeixo, informou que as negociações pela realização de um novo concurso para a área administrativa prosseguem em andamento com o Planejamento.

Para Valeixo, o avanço da demanda está associado ao andamento da proposta de reestruturação da carreira, que também está em análise no Planejamento e prevê a criação de 3 mil vagas, sendo 2 mil de nível médio e mil de nível superior. “Acreditamos que o ideal é promover este certame após a reestruturação”, afirmou o diretor, segundo o sindicato.

Além de ser aprovada no ministério, a proposta de restruturação precisa passar pela Casa Civil e pelo Congresso Nacional, antes de ser submetida à sanção presidencial. Apesar da preferência manifestada por Valeixo, em reunião com o SinpecPF no fim do ano passado, o diretor-geral da PF, Leandro Daiello Coimbra, afirmou que a autorização do concurso para a área de apoio deve sair neste primeiro semestre.

Tags: , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑