Categorias no image

Publicado em 21/08/2012 | por Mestre

PM / RJ

Edital em Janeiro
Os interessados em participar do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), cujo edital deverá sair em janeiro, devem iniciar a preparação, uma vez que a concorrência promete ser grande, já que a corporação quer preencher 6 mil vagas. Ao se preparar para o concurso, os futuros candidatos não devem apenas estudar as disciplinas do exame teórico, mas também realizar muitas atividades físicas, já que há um alto índice de reprovação nessa etapa da seleção. “Hoje, os requisitos exigidos são bem razoáveis e, talvez por isso, a facilidade imaginada pelo candidato faça com que ele não se prepare adequadamente. Estamos revendo os indicadores dos testes passados, e aumentaremos o grau de dificuldade, para que o candidato se prepare melhor e diminua o índice de reprovação”, afirmou o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), tenente-coronel Roberto Vianna.
Para soldado, cuja escolaridade exigida é o nível médio, é necessário que os candidatos tenham carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. O salário atual é de R$1.922,76, e em fevereiro de 2013 passará para R$2.382,19. Também são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) ou trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$500 para os praças). “Na PMERJ o candidato toma posse quando incorpora no curso de formação de soldados, no cargo de soldado PM segunda classe. Teremos incorporação todo mês, de agosto de 2013 a julho de 2014″, afirmou Roberto Vianna.
As 6 mil vagas de soldado serão destinadas somente a homens. No entanto, existe a possibilidade de ocorrer uma segunda seleção, também em 2013 e, caso isso aconteça, as mulheres deverão ser contempladas. Além da escolaridade, os candidatos devem ter idade entre 18 e 30 anos. A altura mínima exigida é de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens. No concurso anterior, em 2010, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, sobre Direitos Humanos, Legislação de Trânsito, Informática, Noções de Sociologia, História do Brasil, Geografia do Rio de Janeiro e Língua Portuguesa. Os aprovados no exame objetivo foram submetidos a uma redação. Ainda houve exame antropométrico, exames médicos, testes físicos, investigação social e documental e o curso de formação, com duração de seis meses. Roberto Vianna salientou que os candidatos devem estudar com base no programa do concurso realizado em 2010.

Saúde da corporação tem 770 vagas

Além das 6 mil vagas de soldado, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) pretende oferecer outras 770, para área de Saúde, sendo 690 para cabo auxiliar, que requer nível médio/técnico, e 80 para oficial, com exigência de ensino superior. As 690 vagas da primeira função seriam para auxiliar de enfermagem, porém outras especialidades podem ser incluídas, como técnicos em Veterinária, Massoterapia, Prótese Dentária, Raios X, Hemoterapia, Farmácia, Citopatologia e Histopatologia. Para cabo auxiliar de enfermagem, o salário atual é de R$2.211,19. O valor do auxílio-moradia é o mesmo para todos, independentemente do número de dependentes, como as demais gratificações. Os aprovados serão incorporados no ano que vem, não havendo previsão dos meses. O salário, a partir de fevereiro, será de R$2.744,65.

“Deveríamos ter 826 cabos auxiliares de saúde, mas só temos 134. Um déficit de 692. A expectativa é grande, pois eles acabarão com um enorme clarão na corporação. Proporcionalmente, talvez seja o nosso déficit mais elevado”, afirmou o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP) da PM-RJ, tenente-coronel Roberto Vianna. Já para oficial de saúde, a PM pretende, além das vagas para médicos, abrir para outras carreiras, mas ainda não foram informadas. Os médicos têm ganhos iniciais de R$3.511,36. De acordo com Roberto Vianna, o edital do concurso para cabo auxiliar de saúde deverá sair em fevereiro e o de oficial de saúde, em março de 2013. Além da escolaridade exigida para ambos os cargos, os candidatos devem ter idade entre 18 e 30 anos, exceto médicos, cujo limite é de até 35 anos. A altura mínima exigida para as funções é de 1,60m para mulheres e de 1,65m para homens. As vagas serão disputadas em condições de igualdade entre homens e mulheres.
Fonte: Folha Dirigida


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑