Categorias no image

Publicado em 04/10/2012 | por Mestre

PM / RJ

Previsão para 2013
A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) planeja realizar concurso para 6 mil vagas de soldado (nível médio), em janeiro do próximo ano, com o objetivo de ter efetivo suficiente, principalmente, para garantir a segurança nos grandes eventos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, além de apoiar o processo de pacificação nas comunidades do Rio. Como a concorrência promete ser grande, o futuro candidato deverá se preparar bem para todas as fases da seleção. A parte intelectual é importantíssima, mas é preciso lembrar que o exame físico é o grande fator de reprovação.
De acordo com o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), tenente-coronel Roberto Vianna, anunciou com exclusividade, na sua palestra na Feira da Carreira Pública e Mercado de Trabalho, os índices dos exames físicos, definidos com base no estudo que a diretriz de educação física da PM determina: os homens farão tração na barra fixa (três repetições), 40 abdominais tipo remador em um minuto e corrida de 2.400 metros em 12 minutos. Já para mulher, serão cobradas 30 flexões de braços e antebraços, 30 abdominais tipo remador em um minuto e corrida de 2.200 metros em 12 minutos.
“A intenção é que o candidato se prepare melhor e diminua o índice de reprovação”, destacou. O tenente-coronel observou ainda que as maiores causas de reprovação no exame físico são falta de vigor físico e treinamento específico, especialmente na tração da barra e na flexão. A função requer também carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. O salário atual, de R$1.922,76, passará em fevereiro de 2013 para R$2.382,89. Além disso, são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) ou trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$500 para os praças).
A PM também planeja outros quatro concursos, para 965 vagas, com os editais sendo publicados no início de 2013. Haverá oportunidades para cabo auxiliar de saúde (690), sargento músico (135), oficial de saúde (80) e oficial combatente (60 vagas). Os candidatos devem ter idade entre 18 e 30 anos, exceto médicos (35). A altura mínima é de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens.
Inscrição para vagas de oficial pode começar dia 15. Nível médio
Já é grande a expectativa entre os candidatos pela divulgação do edital do concurso para oficial combatente da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) que, segundo o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), tenente-coronel Roberto Vianna, está pronto e deverá ser divulgado até a próxima quinta-feira, dia 11. A seleção destina-se ao preenchimento de 60 vagas, por civis de ambos os sexos, com o nível médio completo, para ingresso na corporação em 2013.
Além da escolaridade, os candidatos devem ter idade entre 18 e 30 anos. A altura mínima exigida é de 1,60m, para as mulheres, e de 1,65m, para os homens. O salário atual do oficial combatente é de R$3.511,36. Em fevereiro de 2013, o 2º tenente da PM ganhará R$4.296,25. O oficial combatente cumpre um curso de três anos e funciona como um gerente do serviço operacional da PM. Ele supervisiona a ação dos soldados, cabos e sargentos nas ruas, ficando à frente de qualquer ordem especial de policiamento.
Até esta sexta-feira, dia 5, deverá ser assinado o contrato que oficializa o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) como organizador da seleção. De acordo com o tenente-coronel Roberto Vianna, feito isso, em seguida o edital será divulgado. O tenente-coronel antecipou que as inscrições deverão ser realizadas a partir do próximo dia 15, e que as provas estão previstas para a segunda quinzena de novembro. O IBFC costuma receber as inscrições em seu site, e quem não tem acesso à internet poderá utilizar os computadores disponíveis em unidades da PM, as mesmas do último concurso para soldado.
Roberto Vianna recomendou ao IBFC que o exame teórico siga o padrão da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), uma vez que, durante anos, o concurso foi organizado por ela. “Achamos que não seria prudente, agora, lançarmos um edital, mudando radicalmente os parâmetros”, justificou. Vianna informou que os índices dos exames físicos para oficial serão estabelecidos com base no estudo da diretriz de educação física da PM.
Fonte: Folha Dirigida

Tags:


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑