Dicas no image

Publicado em 03/12/2012 | por Mestre

PM / RJ

Novos concursos são mantidos para 2013…

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, na última terça-feira, dia 27, a Lei Orçamentária Anual (LOA), que inclui a despesa com pessoal em 2013, com previsão de contratação para a área de Segurança Pública. Nesse caso, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) planeja realizar cinco concursos, destinados ao preenchimento de 6.965 vagas nos cargos de soldado (6 mil), cabo auxiliar de saúde (690), sargento músico (135), oficial de saúde (80) e oficial combatente (60). Nesta sexta-feira, dia 30, a presidente Dilma Rousseff decidirá se veta ou não o Projeto de Lei nº 2.565, que prevê a redistribuição dos royalties do petróleo. O PL já foi aprovado pelo Senado e pela Câmara de Deputados. Porém, a sua decisão não deverá afetar a realização dos concursos, uma vez que o Estado do Rio precisa estar preparado para instalar novas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), assim como para os megaeventos internacionais que vão acontecer até 2016. Os concursos e os respectivos números de vagas já foram autorizados informalmente pelo governador Sérgio Cabral.

“Vamos aguardar um posicionamento oficial da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) para que possamos lançar o edital de licitação para a escolha da organizadora ainda este ano”, explicou o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP) da PM-RJ, tenente-coronel Roberto Vianna. Os editais dos novos concursos deverão ser publicados no início de 2013, começando com o cargo de soldado, em janeiro. Segundo o tenente-coronel, a previsão da PM-RJ é que as inscrições para soldado sejam feitas até fevereiro, com provas teóricas em maio. A ideia é que as demais etapas aconteçam de julho a setembro, com a incorporação dos aprovados em outubro. “Os novos soldados deverão começar a trabalhar em abril de 2014, após o curso de formação, com duração de seis meses”, afirmou o chefe do CRSP.

Para soldado, além do nível médio, é exigida carteira de habilitação, no mínimo, na categoria “B”. Para as vagas de cabo auxiliar de saúde, o requisito é nível médio/técnico completo. Já para oficial de saúde é preciso ter o nível superior. E para sargento músico, o médio. Além da escolaridade exigida, os candidatos devem ter idade entre 18 e 30 anos, exceto os médicos, cujo limite é 35 anos.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑