Categorias no image

Publicado em 16/04/2013 | por Mestre

PM / RJ

Reajuste deixa concurso para soldados ainda mais atrativo….
Boa notícia para quem se prepara para o concurso da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ): o governador Sérgio Cabral anunciou, semana passada, reajuste de 50% no valor da gratificação dos soldados lotados nas Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). Com isso, o adicional sobe de R$500 para R$750, podendo levar os ganhos iniciais a ultrapassarem R$5 mil, ótimo atrativo, além da estabilidade. Como se sabe, a quase totalidade dos soldados recém-formados são lotados nas UPPs. Com vencimento inicial de R$2.382,89, o soldado tem a remuneração ampliada caso conclua o curso de qualificação (R$350) e atue na Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Além disso, poderá ser beneficiado pelo Regime Adicional de Serviço (RAS), que lhe garante até oito plantões extras por mês, durante a folga. Nesse caso, a corporação paga R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia.
Os interessados no concurso devem intensificar os estudos, já que a sua abertura depende apenas da definição do quantitativo de vagas destinado às mulheres. Ao todo está autorizada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) a incorporação de 6 mil soldados. Sua distribuição pelos gêneros, no entanto, ainda será decidida pelo Comando Geral e pelo setor jurídico, já que as praças aprovadas no concurso de 2010 ainda aguardam convocação. Em paralelo a isso, a organizadora escolhida está sendo avaliada pela Diretoria Logística da PM, a fim de assinar o contrato para promover o concurso.
Para participar da seleção basta ter o nível médio completo e altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens. De acordo com a minuta do edital, que seguirá o modelo de etapas da última seleção, os candidatos terão de passar por provas objetivas e redação, além de testes psicológico, físico, antropométrico, médico, social e toxicológico. A novidade é quanto ao nível de exigência, que foi ampliada, sendo necessário, no mínimo, 50% de acertos em Língua Portuguesa e 40% nas demais matérias. Em 2010 bastava 50% de rendimento médio na prova objetiva e na redação, sem zerar qualquer disciplina. Os estudos podem ser baseados no programa da seleção anterior, que incluiu Direitos Humanos, Legislação de Trânsito, Noções de Informática, Sociologia, História do Brasil, Geografia do Rio de Janeiro e Língua Portuguesa.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑