Dicas no image

Publicado em 28/12/2012 | por Mestre

PRF

Falta de pessoal põe em risco plano para redução de acidentes….
O superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Rio de Janeiro, inspetor Antônio Vital, admitiu que a meta do governo federal de reduzir à metade, até 2020, o número de acidentes de trânsito no país pode ficar comprometida, devido ao baixo efetivo do departamento, que conta com cerca de 9 mil policiais para patrulhar os mais de 67 mil quilômetros da malha rodoviária federal.
“Pode ser comprometida, mas nós já estamos trabalhando para repor o efetivo e aumentá-lo para 13 mil policiais até 2015, 2016. Para 2013, estamos esperando um concurso para 1.500 vagas, e para o ano seguinte, mais 1.500. Queremos chegar a um efetivo razoável para tentar atingir essa meta”, disse o chefe da corporação no estado.
Desde 2011, o governo federal tem promovido uma série de ações no âmbito do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes (Parada), lançado em resposta à meta da Organização das Nações Unidas (ONU), que estabeleceu o período de 2011 a 2020 como a Década Mundial de Ações para Segurança no Trânsito. O objetivo é baixar para cerca de 21 mil por ano o número de mortes no país em decorrência de acidentes de trânsito, que em 2010 foi de 42,8 mil, segundo o Ministério da Saúde.

Expectativa de edital até junho de 2013

O pedido de autorização do concurso de 2013 está em análise no Ministério do Planejamento desde junho deste ano e, inicialmente, a previsão era que a permissão fosse concedida ainda em 2012, para que a seleção acontecesse no início de 2013. No entanto, a tramitação do pedido não avançou desde que chegou ao ministério.
Apesar da demora do Planejamento em analisar a solicitação, o chefe da corporação no Rio de Janeiro mantêm a esperança de que o concurso seja aberto até junho de 2013. “Esperamos que seja autorizado e que possamos publicar o edital no primeiro semestre”, afirmou o inspetor Antônio Vital, observando que a ampliação do efetivo da PRF é fundamental não só em função da meta de redução de mortes nas estradas, mas também para atender às demandas dos grandes eventos que o país sediará de 2013 a 2016.
Vital também falou sobre a importância da participação dos aprovados no segundo curso de formação do concurso de 2009, nas operações realizadas no período de carnaval, quando os índices de acidentes de trânsito costumam aumentar. “Estamos apostando na entrada desse pessoal para poder diminuir esses números. Já temos o plano traçado, as metas já estão definidas. O que falta, realmente, é a chegada desse efetivo.” O resultado final do segundo curso de formação da atual seleção deverá ser divulgado nos próximos dias. A previsão era que isso acontecesse até a última sexta-feira, dia 21, mas não se confirmou.
O cargo de policial rodoviário federal é destinado àqueles que possuem o ensino superior completo em qualquer área, além da carteira de habilitação, na categoria B ou superior. A remuneração no início da carreira é de R$6.108,95, incluindo o auxílio-alimentação, no valor de R$304. As contratações são pelo regime estatutário, que proporciona estabilidade.
Fonte: Folha Dirigida

Tags: ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑