Categorias no image

Publicado em 07/02/2013 | por Mestre

PRF

Previsão de 1.500 vagas. R$6.500….

Para aqueles que desejam atuar na área de segurança pública, uma das principais oportunidades do ano de 2013 será o concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF), com previsão de 1.500 vagas de policial. Com requisito do ensino superior completo em qualquer área, além de carteira de habilitação B ou superior, o cargo garante aos seus ocupantes, além da estabilidade, típica das contratações pelo regime estatutário, remuneração inicial de R$6.479,81 (incluindo auxílio-alimentação, de R$373), já havendo, inclusive, reajuste acertado em 2014 e 2015.

O departamento aguarda apenas a autorização do Ministério do Planejamento para dar sequência aos preparativos da seleção. O pedido de concurso da PRF está em análise desde junho do ano passado e a expectativa é de que a permissão seja concedida em breve, tendo em vista a intenção da PRF de concluir a formação da primeira das duas turmas (com 750 aprovados cada) do concurso ainda este ano.

Recentemente, a diretora-geral do órgão, Maria Alice Nascimento, informou que o departamento, com o apoio do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, trabalha forte pela autorização. Enquanto isso, o departamento está próximo de finalizar as minutas do edital e também do projeto básico para a contratação da organizadora, segundo informações da Divisão de Seleção e Recrutamento Profissional (Disepro).

E de acordo com fonte na PRF, a seleção terá concorrência nacional, ou seja, a distribuição das vagas será definida somente após o término da seleção, com a escolha observando a classificação obtida no concurso. Dessa forma, todos os candidatos poderão concorrer à totalidade das vagas oferecidas. A tendência é que os concursados sejam lotados, prioritariamente nas regiões de fronteira.

Etapas – A PRF abriu concurso para policial rodoviário federal pela última vez em 2009. Naquela oportunidades, a seleção (que foi concluída apenas no ano passado, após paralisação de mais de dois anos, em função de fraude já apurada pelo Ministério Público) foi composta por provas objetivas, redação, exame de capacidade física, avaliação psicológica, avaliação de saúde e curso de formação profissional.

Na seleção de 2009, as provas objetivas versaram sobre Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Conhecimentos de Informática, Conhecimentos de Física, Legislação de Trânsito, Direção Defensiva, Noções de Direito e Primeiros Socorros. Já o exame de capacidade física foi composto pelos testes em barra fixa, de impulsão horizontal e de corrida de 12 minutos (os índices foram diferentes para homens e mulheres).

No ano passado, o coordenador-geral de Recursos Humanos do departamento, Adriano Furtado, afirmou que algumas mudanças podem ocorrer com relação ao concurso de 2009. Mas segundo informações da Disepro, o programa deverá sofrer apenas pequenas alterações de conteúdo, sendo pouco provável que haja inclusão ou retirada de disciplinas, embora isso não tenha sido totalmente descartado.

Fonte: Folha Dirigida

Tags: , , , , , , , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑