Categorias no image

Publicado em 24/07/2012 | por Mestre

Saiba como dar força aos estudos

Mais uma ajuda

De maneira geral, ter força de vontade é ser capaz de realizar coisas que devemos fazer, apesar de dificuldades ou do estado de ânimo no qual estejamos. Não é necessário que empreguemos grande força de vontade para fazer coisas que nos dão prazer como a diversão ou o descanso. Pois, todos temos a tendência natural para nos adaptarmos muito bem a acontecimentos considerados positivos e prazerosos.

força de vontade deve ser exercitada. Os pequenos esforços que fazemos no dia a dia como, recolher o que está fora do lugar, vestir-nos apropriadamente, levantar da cama, apesar de ainda estar sonolento, estudar matérias que não gostamos muito, vão educando nossas vontades e tornando-se hábitos, que passamos a fazer automaticamente em nossa rotina diária. Cada novo hábito incorporado torna mais forte a nossa disciplina mental e vamos conseguindo conquistar o que desejamos pela força da nossa vontade. Desenvolver e trabalhar estas áreas é um caminho para nos munirmos de “armas” para combater as dificuldades que inevitavelmente enfrentamos.

Força de vontade e motivação

Força de vontade está muito ligada à motivação. Motivação é o “Motivo” para a “ação”. Quanto mais disciplinado você for, mais vai conseguir na ir na busca do objetivo a alcançar. Portanto a força de vontade deve ser dirigida para realizar aquilo que, naturalmente, pode não ser fácil, mas que requer esforço, dedicação e trabalho da nossa parte.

Autoconhecimento Dirige a Força de Vontade

Saber o que se quer, com clareza e objetividade, é um passo muito importante na direção certa. O autoconhecimento é a chave para tornar uma tarefa, que parece desagradável, em um hábito, plenamente realizável. Por exemplo, se você acha que não gosta de estudar, altere a rotina de estudo, o local, o tipo de material que usa, tudo pode mudar a partir de uma troca. Com força de vontade, você consegue. Se você se conhece e sabe, que não aprende bem em grupo, talvez estudar sozinho antes, e participar do grupo depois, vá fazê-lo ver o horário de estudo de forma mais agradável e menos penosa. Com certeza, seu rendimento vai ser muito maior!

É Preciso Força de Vontade Para Exercer Persistência

Outra aliada eficaz da  força de vontade é a persistência. Ela nos dá a capacidade de suportar privações e dificuldades, seja de caráter físico, emocional ou mental e a possibilidade de rejeitar a satisfação imediata, a fim de obter algo melhor, mas que vai exigir maior esforço e mais tempo. Esta capacidade está descrita no mundo da psicologia como uma componente primordial na inteligência emocional, que é a capacidade para adiar a recompensa. No caso de quem estuda para concurso público adiar a recompensa significa investir em uma preparação para “colher” uma aprovação.

Força de Vontade é Ferramenta de Resiliência

Usamos nossa força de vontade para criar e manter a resiliência. Resiliência significa a habilidade de persistir nos momentos difíceis mantendo a esperança e a saúde mental. Aumentar a resiliência, física e mental, é um processo de longo prazo. Ou seja, é um processo preenchido por avanços e recuos, períodos de progresso e períodos de regressão. O que importa é não desistir. Os concurseiros precisam recorrer aos seus estoques de resiliência sempre que surgir aquela vontade de “jogar tudo para o alto”. Estes momentos passam, se você não ceder, se a sua força de vontade ajuda-lo a manter alta sua capacidade de resiliência.

Estas virtudes humanas fazem uma grande diferença na vida de todos, promovendo a força interior, autodomínio e determinação. Ajudam-nos a escolher o nosso comportamento e reações, em vez de sermos governados por elas. A implementação delas no nosso caráter vai nos fazer sentir mais poderosos, responsáveis por nós mesmos e realizados.

Fonte: Site Até passar

Tags: ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑