Dicas no image

Publicado em 10/01/2013 | por Mestre

Seplag

Diretor do Ceperj  chama atenção para mudança no horário das avaliações…..O novo diretor de Concursos e Processos Seletivos da Fundação Ceperj, João Carlos de Carvalho, deu as principais recomendações aos 26.624 inscritos no primeiro concurso da carreira executiva da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do Rio de Janeiro (Seplag-RJ), que serão avaliados neste domingo, dia 13, no Rio de Janeiro, Campos dos Goytacazes, Niterói e Volta Redonda.
Carvalho, que tem 48 anos e é advogado (tendo chegado à Fundação Ceperj em 2009 a convite do presidente da entidade, Jorge Barreto), chamou atenção para a mudança do horário das provas. Para o cargo de analista executivo, o exame do turno da manhã terá 30 minutos a mais, e a avaliação começará às 15h30 (ao invés das 14h30), na parte da tarde. Para assistente executivo, o horário permanece inalterado – das 9h às 13h.
O novo diretor afirmou que irá manter a modernização dos processos seletivos elaborados pela Ceperj, que tem feito com que a entidade organize diversos concursos nos últimos anos.

O senhor poderia começar falando um pouco de sua trajetória na Fundação Ceperj?
João Carlos de Carvalho - Cheguei em agosto de 2009, com o presidente Jorge Barreto. Desde então, eu era o diretor de cooperação técnica da Fundação Ceperj e agora fui convidado pelo presidente Jorge Barreto para assumir esta nova função, em substituição ao Marcus São Thiago (ex-diretor de Concursos e Processos Seletivos), que foi convidado a ser procurador público em Petrópolis. E a ideia é a de darmos continuidade ao trabalho que vinha sendo feito. Acompanhei o trabalho do Marcus e observei que a modernização dos processos seletivos organizados pela Ceperj avançou bastante, sobretudo no que diz respeito à segurança e ao sigilo das provas. E isso já vem sendo reconhecido pela sociedade, tanto que tem aumentado o número de convites para realizarmos concursos.

Há algum plano que o senhor pretende implementar?
Na verdade, iremos aprofundar o que já vinha sendo desenvolvido. Cada vez mais garantiremos o sigilo e a segurança dos processos seletivos, de modo que os candidatos tenham tranquilidade em prestar os concursos públicos elaborados pela Ceperj. Em relação à elaboração das provas, queremos é testar conhecimentos, para que os candidatos sejam bons profissionais. Não faremos provas de mera decoreba, já que isso não garante um bom profissional. Temos buscado nos aprimorar e nos aperfeiçoar, e para isso, temos equipes capacitadas, tanto na área de Pedagogia como na de Planejamento, de Operações.

No próximo domingo, 13, serão aplicadas as provas do concurso da carreira executiva da Seplag, com 26.627 inscritos. Quais são os cuidados tomados para que o concurso ocorra com tranquilidade, para que os candidatos façam a prova sabendo que há sigilo total das provas e dos gabaritos?
As provas saem daqui lacradas, sendo abertas somente para que os candidatos possam fazê-las. Todas as salas serão vistoriadas, verificaremos se não há nada estranho, também as condições da sala – as cadeiras, a iluminação. Além disso, contratamos uma empresa privada de segurança, que, dentre outras funções, será responsável pela operação dos detectores de metais. Além disso, contamos com o apoio da Secretaria de Segurança Pública.

Quais são as orientações para os candidatos no dia da prova?
Recomendamos que os candidatos cheguem uma hora antes. O nível médio, que é o cargo de assistente executivo, o horário é das 9h às 13h. E para analista executivo, que é o cargo de nível superior, o exame será feito em dois turnos. Pela manhã, que é a prova objetiva, o horário é das 9h às 13h30. E à tarde, das 15h30 às 17h30. Então, é preciso chegar às 8h, para as provas da parte da manhã, e às 14h30, no turno da tarde. É importante também ressaltar a questão do horário, pois houve uma mudança. Mas já publicamos o edital de retificação e as informações já constam no cartão. Ampliamos em 30 minutos o tempo de prova de analista executivo no turno da manhã. E à tarde, a prova para esse cargo irá começar mais tarde, às 15h30. Isso proporciona que os candidatos não fiquem no corre-corre, que tenham mais tempo para almoçar e para descansar da prova da manhã.

E em relação aos documentos que devem ser apresentados?
Todos os documentos que serão aceitos constam no edital – há uma lista. Em suma, é um documento original de identificação, com foto. Quem perdeu o documento ou tiver sido furtado ou roubado deve apresentar o registro de ocorrência feito em órgão policial, que deverá ser expedido, no máximo, há 30 dias. Os concorrentes também deverão apresentar no dia da prova o cartão de confirmação. De posse dele, recomendamos que ele procure conhecer o local de prova antes, saber como se chega, o tempo aproximado que ele leva de sua casa até o local. Quem não puder ir antes, que, pelo menos, vá na internet e se informe como chegar, qual o caminho. Há várias ferramentas à disposição dos candidatos. Também é preciso levar caneta esferográfica de tinta azul ou preta. Os celulares serão acautelados e entregues somente na saída dos candidatos. Os participantes não poderão fazer uso de aparelhos eletrônicos nem usar boné. Em geral, quanto às vestimentas, o que vale é o bom senso. Somente levará o caderno de questões quem sair na última hora de prova. E os três últimos candidatos sairão juntos.

Qual mensagem o senhor deixa para os 26.624 inscritos no concurso?
Este é o primeiro concurso para a carreira executiva. Que todos estejam preparados e que possam fazer o melhor. Para isso, é importante que eles venham tranquilos. A ansiedade não irá ajudar. Pelo contrário, pode atrapalhar o desempenho deles.

Fonte: Folha Dirigida

Tags:


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑