Categorias no image

Publicado em 14/01/2013 | por Mestre

Seplag

Provas ocorrem com tranquilidade. Gabarito sai amanhã 15/01

Serão divulgados nesta terça-feira, dia 15, os gabaritos preliminares das provas objetivas do primeiro concurso da carreira executiva da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do Rio de Janeiro (Seplag-RJ). Os exames foram aplicados na manhã deste domingo, 13, no Rio de Janeiro, Campos dos Goytacazes, Niterói e Volta Redonda. Seguindo a recomendação da Fundação Ceperj, organizadora, grande parte dos 6.440 concorrentes às 800 vagas de assistente executivo, convocados para serem avaliados na Unisuam, em Bonsucesso, na capital fluminense, se apresentaram com uma hora de antecedência, às 8h. “É bom chegar cedo, né? Assim diminuem as chances de correr o risco de perder a prova por causa de um imprevisto”, disse a estudante de Ciências Sociais, Amanda Bueno, instantes antes de entrar no local.

A entrada dos concorrentes ocorreu com tranquilidade, que, uma vez ou outra, foi perturbada por conta de distraídos candidatos ao concurso de professor I e II da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME-Rio) que se dirigiram ao campus da Unisuam quando, na verdade, deveriam estar num outro local nas redondezas. É possível que muitos deles não tenham chegado a tempo para fazer os seus exames. Sem ter nada com isso, o candidato à função de assistente executivo Felipe Barreto esperava a sua vez de poder ir para a sala de prova. Estudante de Direito e tendo como meta ser aprovado num concurso para a área judiciária, ele acredita que a seleção da Seplag é interessante enquanto não alcança o seu objetivo. “Vale sim fazer a prova, embora eu foque em concursos para os tribunais. Estudo há dois anos para isso. Há matérias correlatas. Então, estou preparado”, explicou o rapaz de 29 anos.

Houve tolerância de dois minutos no fechamento dos portões, o que possibilitou que cerca dez candidatos não perdessem a prova. Depois das 9h02, ninguém mais teve a mesma regalia. Três minutos mais tarde, Carmem Lúcia foi a primeira atrasada. Ela bateu no portão para tentar sensibilizar os organizadores, mas o esforço foi em vão: não houve resposta. “Dei mole”, sentenciou. “Uma derrota total, depois de tanto estudo”, concluiu, para depois explicar que pegou o ônibus em Seropédica, na Mesorregião Metropolitana, a 75km do Rio de Janeiro,  às 6h40, contudo, segundo ela, o motorista veio muito devagar. “Acho que deveria ter saído antes de casa”, reconheceu.

Para o cargo de assistente executivo, o exame teve 50 questões objetivas, que versaram sobre Língua Portuguesa (10), Direito Constitucional e Administrativo (10), Raciocínio Lógico e Quantitativo (10) e Noções de Administração (20), estando a aprovação condicionada à obtenção de, pelo menos, 50% dos pontos e da pontuação mínima estabelecida em cada matéria, conforme consta no anexo V do edital. Além das questões de múltipla escolha, a avaliação constou da elaboração de um texto sobre um tema da atualidade, com mínimo de 20 e máximo de 30 linhas.

ÀS 10h10, saiu como um “foguete” a primeira candidata. Daniela Duarte achou a prova fácil. “Ótima. Sem problemas”, informou, mas nem se deu ao trabalho de responder como foi possível resolver 50 questões objetivas e escrever uma redação em tão pouco tempo. Já Davison Araújo considerou o grau de dificuldade da prova elevado. “Não estava fácil, não. Não é possivel eu dizer como foi o meu desempenho. Vamos ver, vamos ver”, ponderou. Em outros locais espalhados pelos quatro municípios onde as provas foram aplicadas, os concorrentes à função de analista executivo também foram avaliados neste domingo, 13, com uma prova composta por 80 questões objetivas. À tarde, das 15h30 às 17h30, para eles haverá a redação, que versará sobre Administração Pública, Psicologia ou Assistência Social, conforme o perfil.

Fique atento - Os recursos contra os gabaritos preliminares poderão ser interpostos a partir desta quarta-feira, dia 16, prosseguindo até o dia 24 de janeiro. O formulário estará disponível no site da Fundação Ceperj, organizadora, e deve ser entregue, devidamente preenchido, na sede da organizadora (Avenida Carlos Peixoto, nº 54, Térreo, Botafogo, Rio de Janeiro.), que funciona das 10h às 16, de segunda a sexta-feira. A contestação das questões deverá ter fundamento em citação de artigos de legislação, itens, páginas de livros, nomes de autores, juntando, sempre que possível, cópias dos comprovantes. Em 4 de fevereiro, a Ceperj irá disponibilizar a resposta aos recursos e resultado o preliminar da prova objetiva, sendo possível pedir recontagem de pontos nos dois dias seguintes.

O resultado final da prova objetiva está previsto para 15 fevereiro. Somente os classificados em até cinco vezes o número de vagas por perfil e modalidade (ampla concorrência, reserva para negros e índios e portadores de deficiência) para o cargo de analista executivo, e em até três vezes, para o de assistente terão que prova discursiva corrigida, que também foi realizada no domingo, 13. Nela, será aprovado quem conseguir, no mínimo, 40% dos pontos. O resultado final está previsto para 27 de março.

A seleção reuniu 26.624 inscritos, sendo 22.950 concorrentes às 800 vagas de assistente executivo e 3.674 à funçao de analista executivo, que tem oferta de 80 vagas, distribuídas por quatro perfis. A Fundação Ceperj, organizadora, ainda não informou o número de vagas. Os aprovados serão lotados inicialmente na Secretaria de Educação. o prazo de validade, de um ano, prorrogável por igual período.

Fonte: Folha Dirigida


Tags:


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑