Administrativa no image

Publicado em 02/08/2012 | por Mestre

TRE / RJ

Atenção em iformática
O número de inscritos no concurso público para técnico e analista judiciários do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) será conhecido até esta sexta, dia 3 de agosto, segundo informação da Assessoria de Comunicação Social do órgão. As provas objetiva e discursiva (esta para alguns cargos) estão marcadas para 26 de agosto.
Os candidatos à analista judiciário (todas as áreas) e a técnico judiciário na área de apoio especializado (especialidade Programação de Sistemas) também farão uma avaliação discursiva, programada para o mesmo dia.
O cartão de confirmação de inscrição (CCI) estará disponível a partir do dia 17 de agosto, no site do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), organizador. O candidato deverá imprimir o documento, pois é sua responsabilidade saber o local e horário de aplicação das provas objetiva e discursiva.
Orientações - O exame objetivo terá 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos, para todas as funções disputadas. Entre as discplinas que serão cobradas está Noções de Informática. O professor Luciano Antunes, que leciona no Mestre dos concursos, afirmou que os candidatos devem prestar atenção aos tópicos que vêm sendo cobrados nos últimos concursos da banca organizadora, Cespe/UnB.
“Os candidatos precisam dar atenção especial a assuntos como Linux, computação em nuvem, grupos de discussão em redes sociais e ferramentas de busca na internet. Com certeza, estarão presentes na prova objetiva”, disse.
Segundo o especialista, as provas do Cespe/UnB costumam ser distribuídas por vários assuntos dentro das disciplinas. Por isso, ele recomenda a prática de exercícios de outras provas realizadas pela instituição e leitura dos resumos.
“Mas não confundir exercícios com a utilização do computador. Muitos candidatos pecam por não estudar a teoria. Eles sabem usar os programas e ferramentas, mas não sabem falar sobre os assuntos. Por isso, é bom estudar, pois a teoria é que será cobrada na prova, e não a prática”, declarou o professor.
Antunes indicou os materiais didáticos dos cursos para uma melhor preparação dos participantes da seleção, uma vantagem em relação a quem só estuda baseado no conteúdo programático. “Os livros dos cursinhos preparatórios ajudam bastante, aliados às aulas, pois estão mais atualizados com o que pede o edital, que é bastante extenso”, disse Luciano Antunes.

Fonte: Folha Dirigida

Tags:


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑