Administrativa no image

Publicado em 11/10/2012 | por Mestre

TRF 3ªRegião

PL para verbas  do concurso pode ser votado a qualquer momentoO Projeto de Lei 17/2012, que prevê a liberação de verbas complementares para a Justiça Federal, necessárias para a realização do concurso para técnicos e analistas do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3ª), que engloba os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, já foi encaminhado para a ordem do dia do plenário e pode ser votado nos próximos dias. Este é o último empecilho para que o órgão possa iniciar o aguardado concurso. A expectativa é de que, uma vez liberados os recursos, o edital seja liberado rapidamente, uma vez que o concurso é considerado prioridade pelo presidente  do TRF, desembargador Newton de Lucca. Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e para analista, nível superior. Os salários iniciais são de R$4.623 para técnicos e R$7.181,52 para analistas.
Como benefícios, o órgão oferece vale transporte, reembolso parcial de creche, participação na assistência médico-hospitalar,inclusive para dependentes, e adicional de qualificação. Enquanto está sendo resolvido o entrave  da liberação de verbas, o edital já está sendo elaborado, segundo informações do setor de seleção do órgão. Já o número de vagas, segundo informações obtidas no último dia 10, somente será definido quando efetivamente o edital estiver em fase adiantada de elaboração e em vias de ser publicado. Explicam que já está sendo feito um levantamento das vagas em aberto, mas a oferta do concurso ainda dependerá da liberação de recursos e aprovação da presidência.
Um ponto já definido é que para o cargo de técnico judiciário na área administrativa, o programa contará com mais ênfase na parte de Direito, comparado ao conteúdo do concurso anterior, realizado em 2007. Explicam que novas áreas deverão ser cobradas, mas ainda está sendo discutido quais disciplinas serão introduzidas. Além disso, também está certo que a prova prática de digitação para os cargos de técnico na área administrativa e analista na área judiciária, deverá ser abolida do próximo concurso.
Além das áraas de técnico na área administrativa, que exige apenas ensino médio, e analista na área judiciária, para quem possui formação em Direito, outras deverão ser oferecidas no concurso, para os dois cargos, com necessidade de formação específica. O último concurso contou com um total de 95.299 inscritos para a oferta de 191 vagas. A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas. Durante o prazo de validade do concurso, encerrado em abril, foram nomeados 356 servidores.
Fonte: Folha Dirigida

Tags:


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑