Dicas no image

Publicado em 06/12/2012 | por Mestre

TRF /DF

São 45 vagas para técnico administrativo, de nível médio completo
O concurso da Agência Nacional de Águas (ANA) para 45 vagas técnico administrativo foi suspenso temporariamente pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, do Distrito Federal. O concurso teve 27.596 inscritos (613,24 candidatos por vaga).

A decisão foi tomada após dois candidatos recorrerem ao tribunal para ter acesso ao espelho de correção da prova discursiva (redação), com a reabertura do prazo para recurso. O juiz Marcelo Dolzany entendeu que o ” ato viola o princípio fundamental da publicidade e o direito subjetivo da impetrante de obter informações de repartições públicas, visando à defesa de seus direitos e ao esclarecimento de situações de seu interesse pessoal”.

O G1 procurou a ANA e aguarda o posicionamento do órgão.

De acordo com a decisão do TRF1, os candidatos alegaram que foram classificados entre os 225 primeiros colocados e que suas provas corrigidas pela banca organizadora (Cetro Concursos), mas eles não tiveram acesso ao espelho da prova discursiva, que contém as anotações dos avaliadores.

Segundo os candidatos, “os espelhos da prova discursiva não foram e não serão disponibilizados pela banca examinadora, o que impede aos candidatos de verificarem se os critérios de correção previstos no edital foram observados, bem como dificulta o recurso, uma vez que não se conhece os pontos que devem ser enfrentados”.

O prazo de recurso contra a correção da prova discursiva teve início no dia 29 de novembro e foi encerrado no dia 30 de novembro.

Ao analisar os argumentos apresentados, o juiz Marcelo Dolzany deu razão aos candidatos. “No caso em exame, afigura-se passível de correção, pela via mandamental, o ato abusivo da autoridade coatora, que negou à impetrante direito de vista do espelho da prova de redação de processo seletivo [...], na medida em que o referido ato viola o princípio fundamental da publicidade e o direito subjetivo da impetrante de obter informações de repartições públicas, visando à defesa de seus direitos e ao esclarecimento de situações de seu interesse pessoal”, afirmou.

Dessa forma, o magistrado determinou o fornecimento imediato, aos candidatos, do espelho de suas provas discursivas, e a reabertura do prazo recursal e, consequentemente, a suspensão provisória do concurso público da Agência Nacional de Águas.

Concurso
O concurso ofereceu 45 vagas de técnico administrativo e teve 27.596 inscritos. Para participar da seleção, o candidato deveria ter nível médio completo. Os contratados atuarão em Brasília. O salário, com a gratificação, é de R$ 4.760,18.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, com questões sobre língua portuguesa, raciocínio lógico, ética, noções de informática, legislação aplicada à ANA, noções de direito constitucional e noções de direito administrativo, e prova discursiva sobre um tema relacionado a legislação aplicada à ANA, noções de direito constitucional e noções de direito administrativo. As provas foram aplicadas no dia 11 de novembro, no Distrito Federal.

Fonte: G1

Tags: , ,


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑