Categorias no image

Publicado em 06/07/2012 | por Mestre

TST

Período de inscrição chegando ao fim

Interessados em concorrer às 37 oportunidades de técnico e analista judiciários do Tribunal Superior do Trabalho (TST) têm até as 14h (horário de Brasília) do próximo dia 13 para efetuar sua inscrição. O tribunal reabriu, às 10h do último dia 3, o prazo para solicitar isenção, que agora se encerra no mesmo dia e horário das inscrições. Com isso, também foi estendido o período para efetuar o pagamento da taxa, até o próximo dia 31.

No cargo de técnico, cuja remuneração é de R$4.762, há 31 vagas para quem possui o nível médio e uma com exigência de curso técnico em Programação. Os graduados podem se candidatar a cinco vagas de analista, cujos ganhos chegam a R$7.321,39. Todos os postos são para a sede do tribunal, em Brasília.

O concurso também formará cadastro de reserva, válido por dois anos e podendo ser dobrado, em outras quatro áreas do nível superior e uma do médio – na especialidade Segurança Judiciária, que exige carteira de habilitação “D” ou “E”. O regime de contratação é o estatutário, e a carga é de 40 horas semanais.

A inscrição deve ser feita no site da Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora, por meio de formulário, até o prazo-limite. As taxas são de R$55 (técnico) e R$72 (analista). Tem direito à isenção quem estiver cadastrado nos programas socias do governo federal e for membro de família de baixa renda. O resultado das análises sai no próximo dia 19.

De acordo com a área/especialidade escolhida, os candidatos participarão de provas objetiva, discursiva (redação ou estudo de caso) e prática (taquigrafia, digitação ou física). As etapas ocorrerão somente em Brasília.

O exame objetivo, marcado para 16 de setembro, contará com 60 questões. Candidatos à carreira de técnico responderão a 30 sobre Conhecimentos Básicos e 30 de Conhecimentos Específicos, enquanto os da de analista, a 20 e 40 de cada. Para os dois cargos, os itens específicos terão peso três. No mesmo dia, os concorrentes a analista terão de compor uma redação, e os técnicos da especialidade Programação, um estudo de caso.

Para que sejam aprovados no exame objetivo, os participantes deverão alcançar o mínimo de pontos (200) após a aplicação da fórmula para cálculo da média individual.

Na discursiva, candidatos a analista e a técnico da especialidade Programação devem conseguir pelo menos metade dos pontos e classificação dentro do máximo de textos a serem corrigidos, variável por cargo/área/especialidade. No dia 30 de novembro, será divulgada a convocação dos aprovados para os exames práticos, previstos para o dia 8 ou 9 de dezembro.

Fonte: Folha Dirigida

Tags:


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑